sexta-feira, 28 de setembro de 2012

[RESENHA] Cuco - Julia Crouch

O livro que começou bem e que eu acreditei erroneamente que iria ser ótimo. A capa é interessante, a sinopse mais ainda, mas quando se trata da história... Deixou a desejar... E muito! Eu não esperava que fosse me decepcionar tanto com esse livro, como me decepcionei.

Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581630229
Ano: 2012
Páginas: 464

Nota: (1,5/5)
Polly é a mais antiga amiga de Rose. Então quando ela liga para dar a notícia que seu marido morreu, Rose não pensa duas vezes ao convidá-la para ficar em sua casa. Ela faria qualquer coisa pela amiga; sempre foi assim. Polly sempre foi singular — uma das qualidades que Rose mais admirava nela — e desde o momento em que ela e seus dois filhos chegaram na porta de Rose, fica óbvio que ela não é uma típica viúva. Mas quanto mais Polly fica na casa, mais Rose pensa o quanto a conhece. Ela não consegue parar de pensar, também, se sua presença tem algo a ver com o fato de Rose estar perdendo o controle de sua família e sua casa. Enquanto o mundo de Rose é meticulosamente destruído, uma coisa fica clara: tirar Polly da casa está cada vez mais difícil.


Rose tinha uma vida tranquila, ao lado do seu marido Gareth e de suas duas filhas: Anna e Flossie. Até que ela recebe uma ligação de sua amiga Poly, dizendo que o seu marido morreu. Rose não hesita e convida sua amiga e seus dois filhos para morarem em sua casa. Não questiona o seu marido a respeito se devia ou não convidar; apenas manda que ela venha com seus filhos. 

Porém, tudo começa a desmoronar na vida de Rose; Flossie quase morre, seu marido não é mais o mesmo, sua amiga não é quem ela pensava... Enfim, ela fica sem saber o que fazer. 

Esse livro tinha tudo para ser ótimo. Mas a autora foi tão incoerente, que acabou estragando tudo. Eu estava bem curioso para conhecer a história e esperava gostar muito do livro. Mas não sei o que aconteceu com a autora para que ela fizesse com que o livro fosse piorando gradativamente.

Os personagens foram bem construídos, mas eu não senti carisma por nenhum deles. A protagonista por si só conseguiu sugar toda a minha paciência. Como uma esposa convida uma amiga para morar em sua casa, sabendo que seu marido não concorda?! Só por isso, você já deve imaginar como a protagonista me irritou. 

A Polly não me enganou em momento algum. Até porque só a sinopse do livro já sugere que ela não é uma boa pessoa. Ela é uma louca que, mesmo sem intenção, demonstra claramente que não é uma pessoa normal. Mas sua "querida amiga" Rose insiste em acreditar no contrário. Enfim, você precisa ter bastante paciência quando for começar a leitura desse livro. E sim, isso é um conselho.

“Ela era uma mulher em choque. Não qualquer mulher, mas Polly. Sua Polly. E ela decidiu-se ali e naquele momento que iria fazer tudo que estava ao seu alcance para trazê-la de volta à vida. Polly precisava de sua ajuda” 
Pág.: 66

E o final? Eu ainda estou tentando aceitar aquele fim. A autora não explicou algumas coisas que eu esperava que fossem explicadas e simplesmente quis finalizar a história. Ou seja, a história terminou sem graça e deixando alguns acontecimentos em aberto; sem explicação. 

Contudo, ficou bem claro que eu não gostei do livro. A narrativa oscila em alguns momentos; ora ela flui bastante, ora torna-se cansativa. O único ponto positivo do livro foram os personagens bem construídos. No mais, se você tem curiosidade de conhecer a história, leia e tire suas conclusões. 

Fica a dica!


[PROMOÇÃO] Eu Só Quero Boas Leituras - Novo Conceito



Olá!
Essa é mais uma promoção em parceria com a maravilhosa editora Novo Conceito. E para participar é bem fácil. Abaixo estão as regras:


Regras:

  • Seguir o blog publicamente;
  • Ser residente no Brasil;
  • E comentar neste post, validando sua participação. (UM COMENTÁRIO APENAS!)
  • Preencha o formulário abaixo:
  • a Rafflecopter giveaway

Dúvidas? Segue meu e-mail para contato: oleeoh123@gmail.com

Só terá apenas UM GANHADOR!


Boa Sorte!


quarta-feira, 26 de setembro de 2012

[RESENHA] Entre Dois Mundos - Lígia Gama Miraglia

Eu não entendi o que a autora quis criar ao escrever esse livro. Um romance de tirar o fôlego? Um suspense original? Uma mistura de romance e suspense? Não sei. O que eu posso afirmar é que, o suspense que tinha tudo para ser ótimo, original e bem desenvolvido, não aconteceu e o romance poderia ter sido bem melhor.

Edição: 1
Editora: Editora Novo Século
ISBN: 9788576796749
Ano: 2012
Páginas: 400

Nota: (2/5)
Alicia Martelli nunca mais seria uma pessoa normal depois de ter fugido da morte. Sua vida que antes era calma e sem nenhum imprevisto, hoje mais parece com uma tragédia grega. Raul, o seu melhor amigo, está ao seu lado lhe confortando de todas as lembranças ruins que a perseguem, mas, ele não a livrará do descontrole e da beira da loucura, já que Alicia descobre um mundo paralelo para o qual deve algo. E Noah, o anjo da morte, faz de tudo para que ela não se esqueça dessa dívida. Será que esse seria o seu fim? Estaria ela predestinada a ser uma maluca em mais um dos corredores dos hospitais psiquiátricos ou a ter seu nome estampado em uma lápide?

O livro é narrado do ponto de vista da protagonista Alicia, que após sofrer um acidente de carro, no qual seu irmão Léo morre e ela passa quarenta e um dias em coma. Ao acordar, ela percebe que algumas mudanças aconteceram na sua vida. Ela começa a ver seres enigmáticos, ou melhor, homens de preto.  Porém, entre tantos homens de preto, um se destaca entre eles, Noah. Ele é um anjo caído ousado e perturbador. E Alicia começa a viver um grande dilema: Aonde o Noah quer chegar? E eis que surge um romance na história entre Raul e Alicia. 

Bem, a história do livro é praticamente essa. Ao ler a sinopse e ver a capa, a primeira coisa que eu pensei é que fosse um livro sobrenatural. Mas o grande problema é que a autora não soube desenvolver. O foco da história é o romance entre Raul e Alicia. E sinceramente, a maneira como o romance surgiu, foi muito forçada. Eu gosto de romances que sejam bem desenvolvidos; romances que, para chegar a um determinado ápice, tiveram que ser construídos pouco a pouco. E não foi bem assim que aconteceu nesse livro.

— Se eu te pedisse uma coisa, você faria?
— Sim, pode falar.
— Me beija de novo. 

Pág.: 25


Raul é um grande "amigo" de infância de Alicia. Ele foi um personagem totalmente controverso. Em alguns momentos, eu gostava da maneira como ele agia; em outros momentos, pensava: "Por que ele fez isso?".
Sobre o Noah, ele não me convenceu muito como vilão. Gosto de vilões com personalidades mais fortes; vilões que fazem jus ao seu papel. E eu não senti isso nele.

Um detalhe que há no livro, é que ele não é dividido por capítulos. Isso mesmo. Aí você pode pensar: "Nossa, que legal!". Eu particularmente não gostei. Achei um pouco confuso, porque eu sempre gosto de parar a leitura ao término de um capítulo. Então, imagine como foi complicado para mim, parar a leitura algumas vezes.

Concluindo, o livro não foi o que eu esperava e não me surpreendeu. Esperava uma história sobrenatural bem desenvolvida e não foi o que aconteceu. Espero que no próximo livro a autora saiba aproveitar melhor a história. E claro que essa é minha opinião e que você pode ter uma completamente diferente. Então, caso tenha ficado curioso, leia e tire suas conclusões.

Fica a dica!

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

[RESENHA] P. S. Eu Te Amo - Cecelia Ahern

Quando eu soube que a editora Novo Conceito iria publicar "P. S. Eu Te Amo" fiquei muito feliz e também muito ansioso. Já assisti ao filme e adoro. Então, pensei: O livro com certeza será bem melhor. Mas infelizmente, não foi o que aconteceu. O livro é bom? Sim, mas de uma maneira totalmente diferente. 

Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581630625
Ano: 2012
Páginas: 368

Nota: (3,5/5)
Gerry e Holly eram namorados de infância e ficariam juntos para sempre, até que o inimaginável acontece e Gerry morre, deixando-a devastada. Conforme seu aniversário de 30 anos se aproxima, Holly descobre um pacote de cartas nas quais Gerry, gentilmente, a guia em sua nova vida sem ele. Com ajuda de seus amigos e de sua família barulhenta e carinhosa, Holly consegue rir, chorar, cantar, dançar e ser mais corajosa do que nunca.

O livro conta a história de Holly, que vivia um casamento maravilhoso. Ela era casada com Gerry. Porém, inusitadamente, Gerry morre e Holly fica completamente devastada; ela perde a vontade de viver. Mas Gerry é uma pessoa apaixonante e deixa para ela, em forma de cartas, uma lista do que ela deve fazer para continuar seguindo em frente, sem medo. E com a ajuda da sua grande família e de suas grandes amigas (Sharon e Denise), ela começa a busca para encontrar um novo sentido para sua vida; uma busca que não mudará apenas ela, mas todos à sua volta também.

Eu sei que foi errado da minha parte acreditar que o livro seria romântico como o filme. E foi justamente por isso que eu, de certa forma, me enganei redondamente. O filme é parecido com o livro sim, mas muito pouco. Eu esperava me deliciar com os momentos entre Holly e Gerry, quando ela os relembra, mas não aconteceu isso. Quando comecei a leitura, acreditava que iria chorar demais, como aconteceu quando eu assisti ao filme, mas eu não chorei em momento algum. Não sei se é porque não estou tão sentimental como antes e não estou sabendo, mas acreditava que o livro seria muito emocionante. 

"Holly prendeu a respiração e com lágrimas nos olhos e o coração acelerado leu a caligrafia familiar sabendo que a pessoa que havia escrito a ela nunca mais o faria. Passou os dedos em cima das palavras dele, com a certeza de que a última pessoa a tocar aquela página tinha sido ele." 
Pág.: 29

Mesmo não sendo o que eu esperava como eu disse anteriormente, o livro é bonito e é recheado de ensinamentos, que eu acredito que ajudaria muitas pessoas. Em alguns momentos, eu pude entender a dor da Holly. Porém, houve momentos em que eu fiquei irritado com algumas de suas atitudes. O que posso dizer sobre a Holly é que ela, de fato, é uma personagem humana, que erra e acerta, independente do momento.

O livro também tem seus momentos engraçados. Eu me peguei rindo algumas vezes, principalmente com a irmã de Holly, Ciara.

Outro detalhe importante da história, é que a autora mostra ao leitor o grande valor que tem uma amizade. Eu entendi e gostei da mensagem que ela quis passar. É impossível vivermos sem amigos. E Sharon e Denise são aquelas amigas, que muitas pessoas adorariam ter ao seu lado, inclusive eu.

Contudo, o livro é bom. Tem uma história legal e personagens interessantes. Mas se você está esperando encontrar um romance lindo, que irá emocioná-lo do começo ao fim, talvez não seja bem isso que você irá encontrar. Pelo menos eu não encontrei, mas gostei do livro mesmo assim.

Recomendo!


sábado, 22 de setembro de 2012

Playlist Literária - Belo Desastre

Oi!
Bem, eu li "Belo Desastre" esses dias e adorei. E depois, talvez, ainda poste uma resenha do livro aqui no blog. Abaixo estão algumas músicas que combinam com a leitura do livro. Espero que gostem.


Kelly Clarkson - Beautiful Disaster
The Hoobastank - The Reason
Simple Plan - Save You
Bon Jovi - I'll Be There For You
Rihanna ft. Eminem - Love The Way You Lie

Abraço! (:

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Lançamentos - Editoras Parceiras


Sinopse:

"Inverno do mundo" retoma a história do ponto exato em que termina o primeiro livro. As cinco famílias - americana, alemã, russa, inglesa e galesa - que tiveram seus destinos entrelaçados no alvorecer do século XX embarcam agora no turbilhão social, político e econômico que começa com a ascensão do Terceiro Reich. A nova geração terá de enfrentar o drama da Guerra Civil Espanhola e da Segunda Guerra Mundial, culminando com a explosão das bombas atômicas. A vida de Carla von Ulrich, filha de pai alemão e mãe inglesa, sofre uma reviravolta com a subida dos nazistas ao poder, o que a leva a cometer um ato de extrema coragem. Woody e Chuck Dewar, dois irmãos americanos cada qual com seu segredo, seguem caminhos distintos que levam a eventos decisivos - um em Washington, o outro nas selvas sangrentas do Pacífico. Em meio ao horror da Guerra Civil Espanhola, o universitário inglês Lloyd Williams descobre que tanto o comunismo quanto o fascismo têm de ser combatidos com o mesmo fervor. A jovem e ambiciosa americana Daisy Peshkov só se preocupa com status e popularidade até a guerra transformar sua vida mais de uma vez. Enquanto isso, na URSS, seu primo Volodya consegue um cargo na inteligência do Exército Vermelho que irá afetar não apenas o conflito em curso, como também o que está por vir.


Sinopse:

Myron Bolitar parecia destinado a uma carreira de sucesso na NBA quando uma lesão no joelho o afastou das quadras para sempre. Porém, 10 anos depois, o agente esportivo e detetive particular com passagem pelo FBI está de volta ao jogo - não para cumprir seu destino como astro do basquete, mas para desvendar mais um mistério. O ídolo dos Dragons de Nova Jersey, Greg Downing, maior adversário de Myron na época da faculdade, desapareceu sem deixar rastros pouco antes das finais do campeonato nacional. À frente do caso, com a ajuda de seus dois fiéis escudeiros, Win e Esperanza, Myron trabalhará infiltrado entre os jogadores para tentar obter informações capazes de levar ao paradeiro do antigo rival, com quem também competiu pelo amor de uma mulher. 


___________ *** ___________


Sinopse:

No ano de 1205, um monge foge de um esquadrão de cavaleiros com algo muito precioso, que não está disposto a entregar a seus perseguidores. Treze anos mais tarde, Ignazio de Toledo, um mercador
de relíquias, recebe de um nobre veneziano o encargo de procurar um livro raríssimo, que supostamente contém antigos preceitos da cultura talismânica oriental com os quais é possível evocar os anjos e sua divina sabedoria. Assim começa a arriscada viagem de Ignazio, à procura de um manuscrito que alguém desmembrou em quatro partes e escondeu cuidadosamente, protegendo-o com intricados enigmas. Mas o mercador não é o único a querê-lo. Quem descobrirá primeiro onde ele se encontra? E até que ponto aqueles que o buscam estarão dispostos a se arriscar para desvendar seus mistérios?


Sinopse:

Este livro convida os leitores a uma jornada de amor incondicional. Katie, uma jovem carismática e expressiva, foi para Uganda numa breve missão durante as férias de Natal, e sua vida virou do avesso. Ela se sentiu tão tocada pelo povo e pelas necessidades desse país, que compreendeu que seu destino era voltar para lá e cuidar daquelas pessoas. Katie está no processo de adoção de treze crianças em Uganda, e estabeleceu um centro de cuidados chamado Amazima, que alimenta e coloca centenas de crianças nas escolas, além de lhes prover ensinamentos bíblicos. Você vai chorar e rir com Katie enquanto ela procura atender ao seu chamado interior.





Espero que tenham gostado!
Abraço! (:

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

[RESENHA] Branca de Neve e o Caçador - Lily Blake e outros autores

É muito comum encontrarmos atualmente, livros que foram escritos baseados em roteiros de filmes. Alguns bons, outros nem tanto. Por isso, antes de começar a leitura desses livros, procuro não criar grandes expectativas. E não foi diferente com Branca de Neve e o Caçador. E acredito que, pelo fato de eu não ter criado expectativas, eu gostei do livro.

Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581630182
Ano: 2012
Páginas: 208

Nota: (3,5/5)
Há dez anos, a vingativa Rainha Ravenna assassinou o rei na mesma noite em que se casara com ele. No entanto, dominar o reino tornou-se um sofrimento para a Rainha. Para salvar seus poderes, ela deve devorar um coração puro, e Branca de Neve é a única pessoa com esse coração. A fim de capturá-la, Ravenna recorre ao Caçador, o único homem que já se aventurou pela Floresta Sombria e sobreviveu. Branca de Neve será morta pelo Caçador? Ou será treinada por ele e se tornará a melhor guerreira que o reino já conheceu?

Essa é, digamos, a versão sombria do conto de fadas Branca de Neve e os sete anões e que, depois dessa tal mudança de infantil para jovem/adulto, tornou-se Branca de Neve e o Caçador
Nessa versão, Raverna se casa com o rei Magnus por pura vingança e depois o mata. Pelo fato de ter sido esposa do tal rei, ela se torna rainha e começa a dominar o reino da pior forma possível. Branca de Neve, antes tratada como uma princesa torna-se prisioneira da rainha. Até que o espelho revela para rainha que Branca de Neve é a mais bela dentre todas as mulheres do reino; que ela é a única que pode destruir seu reino e que a rainha deverá matá-la. Mas antes que seja morta, Branca de Neve consegue fugir e se perde na Floresta Sombria, um lugar completamente obscuro, cheio de armadilhas e que só um homem conhece o lugar: O Caçador.

O livro é bom? Sim, mas deixou a desejar em alguns quesitos. A forma como a história foi narrada foi muito estranha; parecia que eu estava lendo o filme, se é que me entende. Os personagens, quase todos, não foram tão bem explorados como deveriam. Eu só gostei muito da Branca de Neve por causa da Kristen (minha paixonite ♥) durante toda a leitura, só conseguia imaginá-la, por isso não me prejudicou tanto. E o Caçador foi bem explorado, o único na realidade. Eu pude compreendê-lo de uma forma bem mais interessante, principalmente porque, em alguns momentos, ele era tão frio. O enredo foi bem construído, o que ajudou bastante a leitura.

"Ele recuou por um momento, incerto sobre o que fazer. Ela era muito mais jovem do que ele imaginava, não tinha mais de 17 anos. Suas pernas estavam cobertas de arranhões e hematomas. Tinha a pele mais branca que já havia visto, com lábios muito vermelhos e cabelos pretos que caíam pelas costas. Quando ouviu a respeito de uma prisioneira, imaginou uma bruxa manejando facas ou algo do tipo... não esperava por essa garota, por essa beldade." Pág.: 77

O que falar sobre a diagramação? Perfeita. Eu fiquei completamente encantado com o trabalho feito pela editora Novo Conceito. É impossível não se encantar. 

Concluindo, o livro é bom; nada mais que isso. Se você procura um livro para descansar em uma tarde de domingo, pode ler esse livro tranquilo, porém não espere muito. Apenas o encare como um passatempo. Acredito que pensando assim, você o aproveitará bem mais. 

Recomendo!









sábado, 15 de setembro de 2012

Novidades/Novas Parceiras - Autores Nacionais

Oi!
Esse post está bem legal, pelo fato de que venho mostrar algumas novidades bem legais. Eu conseguir firmar três parcerias com três autoras bem interessantes: Janethe Fontes, Mirella Ferraz Nogueira e Bárbara Herdy . E também segue abaixo a capa da continuação do livro Amor No Ninho (que eu tanto amo):


Novas Parcerias:


Sinopse:

Uma jovem brutalmente assassinada... Um homem frio e perigoso... Uma promessa de vingança... Graziela tinha apenas quatorze anos de idade quando a irmã fora violentamente assassinada, e ela jurou vingança ao assassino. Essa, porém, seria a missão mais difícil de sua vida, pois, por mais que renegasse seus sentimentos, ela amava o principal suspeito do assassinato... Mas Graziela está disposta a ir até as últimas conseqüências para descobrir a verdade e cumprir sua promessa. Afinal, a paz de seu coração depende exclusivamente disso.

Sobre a autora:


Nas palavras da própria Janethe Fontes: "Sou uma sagitariana apaixonada pela vida, pela família (incluindo meus filhos de 4 patas) e também pela natureza". Ainda segundo ela, a vontade de escrever surgiu na adolescência, mas seu primeiro livro, Vítimas do Silêncio, foi escrito aos 28 anos. 

___________ *** ___________


Sinopse:

“E então aconteceu... a mágica chegou... e não existiam pernas e pés ali, mas sim um manto de escamas com mil tons de anil, verde e dourado. Uma cauda de peixe... uma cauda de sereia!” Neste romance encantador, urdido a sal e água, é narrada a emocionante história de Coral, uma garota de aparência exótica, que nasceu envolta em mistérios sobrenaturais e com um estranho fascínio pela água. Poderá ela, com a ajuda do apaixonado Marcelo, desvendar todos os enigmas que cercam a sua vida? Conseguirá sua mãe, Marina, afastá-la de um destino que, para ela, parece apavorante, mas que constantemente se revela inexorável? Qual preço você estaria disposto a pagar para ajudar seu grande amor? Com uma narrativa dinâmica e empolgante, o leitor viajará pelo mundo de uma das mais fascinantes figuras lendárias, e presentes, de todos os tempos: a sereia. E verá que, muitas vezes, as lendas são mais reais e estão bem mais próximas de nós do que imaginamos. Venha desvendar o que se esconde nos mares... “Fiquem então em silêncio e apurem seus ouvidos, porque podem ser agraciados com um canto vindo das ondas... por um canto de sereia...”. 

Sobre a autora:


Mirella Ferraz nasceu em São Paulo e desde muito nova teve contato com as artes. Formou-se em balé e também atua como professora de dança do ventre. Tem paixão pela escrita e, ainda criança, já se aventurava na redação de contos e poesias. Aliando seu interesse pela literatura à imensa fascinação que sempre teve pelas sereias, começou a escrever sobre esse tema fantástico.
Também formou-se em Gestão Ambiental e trabalhou na pesquisa e conservação de cetáceos em PE, SP e BA. Nesse viés ambiental, sempre foi contundente. É vegetariana desde os 8 anos de idade e trava fortes embates para defender os animais. Tem um blog de ativismo animal (http://mirellanogueira.blogspot.com.br/) e outro sobre sereias (http://eusouumasereia.blogspot.com.br/).
Mulher multifacetada, é ainda empresária na cidade onde vive, Pirassununga, com seu marido e seus 12 bichos de estimação.

___________ *** ___________


Sinopse:

Ao embarcar para um cruzeiro de sete dias com os amigos - uma forma de comemorar o fim do ensino médio e o início de uma nova etapa da vida - Kate, uma jovem simples que sonha conhecer Londres e publicar um livro, vê-se em meio a pessoas influentes e festas luxuosas. Durante a viagem, ela conhece um rapaz misterioso, Peter Hartley, envolvendo-se em um romance capaz de fazê-la misturar fantasia e realidade. A cada dia mais apaixonada, ela não percebe que a vida misteriosa de Peter, repleta de intrigas familiares, pode trazer uma grande tormenta para sua vida e para seu coração. O jovem sedutor tem dois grandes segredos: o primeiro pode ser revelado, embora isso traga enormes conseqüências; o segundo não pode nem mesmo ser dito em voz alta. Kate, então, precisa escolher entre dois caminhos: seguir em frente e esquecer os maravilhosos dias ao lado de Peter ou... atirar-se em um caminho tomado pela escuridão e pela incerteza, de mãos dadas com aquele que faz seu coração bater de forma irresistível, e apenas respirar...

Sobre a autora:


Bárbara Herdy nasceu em Julho de 1990, no Rio de Janeiro em algum lugar em Botafogo.
A paixão pela literatura começou desde pequena quando sua mãe passava horas e mais horas lendo diversas histórias, não apenas infantis, para a jovem que cresceu feliz em seus mundos imaginários, mas vivendo bravamente no terrível mundo real.
Graças ao fascínio pelo universo criado por J.K Rowling, Bárbara decidiu que seria uma escritora e começou a escrever as suas primeiras histórias, algumas geniais, outras nem todas, mas uma coisa era garantia: ela tinha jeito e intuição para a coisa.
De lá para cá dezenas histórias já foram criadas pela jovem que já de lançou fanfictions a criação de pequenas histórias que guardou para si durante anos, no momento busca tempo entre suas tarefas, entre elas seus estudos, para concluir o seu primeiro livro, "Apenas Respire", que é o primeiro volume pertencente a uma série chamada “Um Conto Quase de Fadas”, que tem provável lançamento para 2012 e já está escrevendo a sua continuação, "Apenas Viva".
Além dos dois próximos volumes dessa série, Bárbara já tem mais seis projetos de livros em mente e não vê a hora de colocá-los em pratica.
Estudante de Letras/Italiano na UFF, quer lecionar Italiano/Inglês e Linguística; tem um fascínio enlouquecedor por línguas estrangeiras e no momento, está nutrindo um desejo em aprender Japonês, Coreano e Russo
Amante de música, filmes e séries pode se dizer que a jovem não tem vida social já que vive entregue aos seus prazeres.
Mora com sua família em Niterói e tinha um hamster que se chamava Castiel e agora tem um que se chama Sherlock Holmes e ela garante que é o detetive reencarnado, vai saber né...

Espero que tenham gostado! (:




quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Na Minha Caixa dos Correios! - Meu Aniversário


Olá!
Bem, fazia um boooom tempo que eu não fazia o post "Na Minha Caixa dos Correios". Enfim, não o fiz por vários motivos pessoais. Mas como não o esqueci, segue abaixo os livros que eu ganhei no meu aniversário. Espero que curtam o post. (:


[Série Instrumentos Mortais] Fiquei mega feliz quando ganhei os três primeiros livros. E o livro deitadinho é Anjo Mecânico que também é da mesma autora e parece ser muito bom.


Ganhei também os dois livros publicados da série The Body Finder que são Ecos da Morte e Desejos dos Mortos. Ganhei A Culpa é das Estrelas, um dos livros mais falados no momento. E ganhei o tão falado 50 Tons de Cinza. Inclusive até já li e odiei.


[Série Os Heróis do Olimpo] Essa série parece ser excelente e claro que eu amei ganhar os dois primeiros livros publicados aqui no Brasil. O terceiro livro será publicado ainda esse ano aqui no Brasil. Só me resta aguardar.


Gosto muuuito dos livros da Jane Austen e ganhei a edição especial da Editora Martin Claret, que reúne três ótimos livros da autora: Razão e Sensibilidade, Orgulho e Preconceito e Persuasão. E ganhei também dois livros do Sidney Sheldon em Ed. Especial (Vira-Vira).


Dois desses livros eu os queria muuuuuito: Elixir e Belo Desastre. E ainda bem que eu os ganhei e mal posso esperar para começar a leitura. Questões do Coração dizem que é muito bom e eu também o queria, porque gosto muito dos livros da Emily Giffin.


Eu Sou o Mensageiro era um dos livros que eu muito desejava e quando o ganhei, adorei. Tenho uma enorme curiosidade de conhecer a escrita do Zafón e adorei também ter ganhado Marina.


Apaixonados parece ser bom, mas não quero criar expectativas, porque não gostei de "Paixão". Sobre O Melhor de Mim e O Escolhido digo o mesmo. Apesar de que sobre "O Escolhido" eu estou bem curioso! rs



E para finalizar todosdizemamém, os três são: Travessia, Encantos e Dezessetes Luas. Todos são continuações e eu estou mega ansioso para lê-los, principalmente Travessia.

Espero que tenham curtido!
Um Grande Abraço! (:

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

[RESENHA] Dizem Por Aí... - Jill Mansell

Capa fofa, título interessante, autora interessante, sinopse legal... O que mais eu poderia esperar? O livro foi tudo o que eu imaginei e se duvidar, foi um pouco mais além. Eu ri diversas vezes durante a leitura e era exatamente de uma leitura assim que eu estava à procura. 

Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581630137
Ano: 2012
Páginas: 430
Tradutor: Sayuri Arakawa

Nota: (4/5)
O namorado de Tilly Cole acaba de se mudar do flat deles com metade de suas coisas. Sem nada para prendê-la, Tilly decide rapidamente morar mais perto de sua melhor amiga, Erin, em um vilarejo minúsculo em Cotswolds. Lá, Tilly é contratada no mesmo momento como faz-tudo em uma empresa de design de interiores. Para sua surpresa, a cidade pequena transborda escândalo, sexo, fofoqueiros e boatos, focados basicamente em Jack Lucas, o homem lindo de muita classe e melhor amigo de seu chefe. Todos falam para Tilly ignorar o encanto por Jack, que ela será apenas outra em sua cama se ela se deixar levar; mas Tilly, que trabalha ao lado de Jack, enxerga uma parte carinhosa e cuidadosa dele que não é revelada à cidade. É impossível que ele seja a mesma pessoa de quem todos falam. Ou é possível? Tilly deve separar os fatos da ficção e seguir seu instinto neste divertido romance moderno.

Tilly foi abandonada pelo namorado. Isso mesmo. E para descansar um pouco, esquecer alguns problemas, inclusive o abandono do seu namorado, ela decide ir para Londres, visitar sua amiga Erin, que mora no interior, na cidade de Roxborough. E é lá que ela consegue um emprego de Faz-Tudo. O seu chefe chama-se Max, um pai solteiro e gay, que é muito engraçado! E ela conhece também Jack Lucas: o maior conquistador da cidade.

É muito difícil você sentir raiva durante a leitura desse livro. A protagonista é bem divertida e conseguiu me fazer rir durante várias vezes. Outra personagem que me conquistou bastante foi a Lou. A Lou é filha de Max e uma criança muito inteligente e esperta. Mas o melhor personagem do livro é o Max. Ele é sarcástico, irônico, meio ranzinzo... Enfim, ele é um personagem hilário.

"Ele a puxou para junto de si e o beijo, que ela passara meses imaginando, finalmente aconteceu. No final, o Papai Noel devolveu os presentes." 
Pag.: 215

Sobre o romance, confesso que esperava mais; esperava que fosse mais desenvolvido. O livro inteiro eu torci pela Tilly e o Jack ficarem juntos e quando aconteceu, já foi praticamente no final do livro. Não houve aqueles momentos intensos de paixão. Confesso que esse foi um dos pontos negativos. Apesar de que o final foi muito fofo, tenho que confessar. (risos)

Outro fato que me incomodou também foi o romance entre e Erin e Fergus; muito mal desenvolvido. Não sei se essa era a intenção da autora, mas ficou um romance chato e sem emoção. Sinceramente, ela poderia ter trabalhado mais isso.

O livro abordou um assunto interessante: a homofobia. Confesso que gostei da maneira como a autora o abordou; de uma maneira que não soou forçada, se é que me entende. E eu gostei muito do rumo que tomou a história da Stella com a Erin.

Concluindo, o livro é muito bom. Como eu citei anteriormente, ele tem sim seus pontos negativos, mas eu já estou acostumado; não interferiu muito a leitura. Esse é o segundo livro da autora Jill Mansell que eu li e curti. Espero que você também tenha ficado interessado e leia, porque vale a pena; garanto a você. E claro que o livro proporcionará uma leitura divertida para você (eu acho). 

Recomendo!



sexta-feira, 7 de setembro de 2012

[RESENHA] Um Lugar Para Ficar - Deb Caletti

Eu sinceramente esperava uma história mais elaborada; que exercesse uma certa tensão sobre mim durante a leitura. Mas não foi o que aconteceu. Não superou minhas expectativas e não foi o que eu, de fato, esperava antes de começar a leitura.

Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581630199
Ano: 2012
Páginas: 272

Nota: (2,5/5)
O relacionamento de Clara com Christian é intenso desde o começo e diferente de tudo o que ela já havia experimentado. No entanto, o que começa como um grande afeto rapidamente se transforma em obsessão, e já é muito tarde quando Clara percebe que as coisas foram longe demais e que Christian está disposto a fazer de tudo para ficar ao seu lado. Então, Clara parte da cidade e Christian fica para trás. Ninguém sabe onde ela está, mas, mesmo assim, Clara ainda luta para se livrar do medo. Ela sabe que Christian não vai permitir que ela suma tão facilmente. Não importa para onde ela vá, nunca será longe o bastante...

A história é narrada do ponto de vista da protagonista Clara. Para ser mais exato, por meio de lembranças. É como se ela desabafasse com o leitor sobre o seu passado sombrio com Christian (seu ex-namorado que era completamente obsessivo com ela). Quando eles se apaixonaram, ele se mostrou para ela o "namorado perfeito". Ele era lindo, loiro... Enfim, tudo que várias garotas anseiam. Conhece aquele velho ditado "Quem vê cara, não vê coração"? Bem, foi isso que aconteceu com Clara: Ela se enganou completamente, ao pensar, que ele seria perfeito. 

Há também, uma certa alternância nos capítulos: ora ela narra seu passado sombrio, ora ela narra seus tediosos dias na cidade para onde fugiu. 

Ela conheceu Christian em um jogo de basquete e sinceramente, foi muito rápido. Pessoas que agem como a protagonista agiu, é porque querem "quebrar a cara". Como eu disse anteriormente, no começo ela era maravilhoso, depois começou mostrar suas diversas facetas.

"Mesmo durante o dia, a nossa rua nunca mais seria a mesma, nenhuma rua seria. Tudo tinha mudado e ficaria assim para sempre, pois é isso que acontece quando o medo se instala". Pág.: 197

Eu acreditava que esse livro seria mais forte; mais intenso. Mas não foi nada do que eu realmente esperava. A autora criou uma história leve demais. Ouso até dizer que ela criou uma história muito infanto-juvenil. A autora deveria ter criado um clima mais tenso, que causasse certa tensão no leitor. Se a história tivesse sido da forma como eu esperava, com toda certeza eu teria gostado muito mais do livro.

O único fato que me agradou muito, foi a construção dos personagens. Pelo fato de o livro ser narrada em primeira pessoa, a autora soube construir bem alguns personagens, não todos.

Enfim, o livro é razoável. Confesso que esperava muito mais e no final, não fui surpreendido. Se você procura uma leitura leve, para passar o tempo ou distrair, creio que irá gostar. Mas caso procure uma leitura mais forte, que cause certa tensão em você, não será uma boa ideia ler esse livro.

Fica a dica!




quarta-feira, 5 de setembro de 2012

[RESENHA] As Bem Resolvidas (?) Quem Manda Aqui Sou Eu - Luis Eduardo Matta

Não imaginava o quanto esse livro poderia ser divertido. Confesso que foi uma surpresa bastante agradável. O autor construiu uma história inteligente, cômica e real; uma história repleta de personagens cativantes e únicos. 

Edição: 1
Editora: Vermelho Marinho
ISBN: 9788564298392
Ano: 2011
Páginas: 200

Nota: (3/5)
Chris, Alê e Isa são bonitas, ricas e populares, além de amigas inseparáveis. Vivem a vida que todas gostariam de ter: estudam na melhor escola da cidade, frequentam lugares badalados e vestem as mais desejadas roupas. Tudo parece perfeito. Isa conhece Rogério, o novato da escola, e logo se encanta por ele. Alê só tem olhos para PH, seu namorado sem noção, e Chris, coitada, é colocada no meio de toda essa confusão. Para complicar tudo, Bu Campello, a patricinha mais implicante do mundo, não medirá esforços para sabotar a vida social das "amigas". De confusões com namorados a festas sofisticadas e bailes funks, acompanhe a rotina dessas garotas incríveis que fazem de tudo para conseguir o que querem. Mas será que elas sempre conseguem? Se delicie com essa divertida história cheia de intrigas, dramas, vinganças, romances, inveja, conquistas e claro, muita badalação. E aí, preparada para entrar no mundo das bem resolvidas?


O leitor acompanha a história de três amigas: Isa, Cris e Alê. Elas são aquelas amigas inseparáveis, na alegria e na tristeza. Sempre estão presentes em festas bastante badaladas e claro, possuem muito estilo. Elas são ricas e possuem tudo o que várias garotas adorariam possuir. 

Alê é completamente apaixonada pelo seu namorado meio sem noção (PH) e não tem olhos para outro rapaz. Isa conhece Rogério (o novato da escola) e logo fica encantada por ele. E a Cris... Bem, é a pobre coitada que sempre é colocada como principal alvo no meio das confusões. E claro que tem, digamos, a vilã da história que é a Bu Campello, que faz de tudo para atrapalhar a vida social das três inseparáveis amigas.

Tem um trecho do livro que eu fiz questão de marcar e expor na resenha e que na verdade é um funk muito engraçado. Abaixo está o trecho:

“O bagulho é chapa quente
E eu já to bombadão
Vem potranca mercenária
Botar pressão no popozão
Vem cachorra preparada
Me deixar bem boladão
O batidão do popozão
Tá aí pra agitar e esculachar
Agita batidão
Esculacha popozão
Bate o popozão
É o batidão do popozão
Bate o popozão
É o batidão do popozão” 


Obs.: Esse trecho faz parte de um funk tocado em uma festa que a Bu Campello faz em sua casa.

Com uma narrativa leve e despreocupada, a leitura flui de forma natural e cativante. Vários acontecimentos narrados no livro acontecem diariamente. Brigas, rivalidades, receios, indecisões etc. E o que mais me deixou impressionado foi a maneira como o autor soube desenvolver tudo; de uma forma despreocupada, sem soar forçada. E durante a leitura, eu pude comprovar mais uma vez que o Brasil possui muito escritores bons e que de fato, merecem ser reconhecidos.

O livro tem sim seus momentos clichês, porém, nada que atrapalhe ou dificulte a leitura. Para quem não sabe, não tenho nada contra clichês. Porém, claro, se usados de forma correta. 

Concluindo, o livro é bom sim. E mal posso aguardar pela continuação e me divertir ainda mais com esse chick-lit completamente nacional. Caso esteja estressado e queira uma leitura leve e divertida, leia "As Bem Resolvidas (?) Quem Manda Aqui Sou Eu" e creio que não se arrependerá. Caso contrário, pode ler tranquilamente também. É quase impossível não gostar desse livro.

Recomendo!