quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

#Retrospectiva2016


Oi, meninos e meninas!
Como estão? Espero que bem. E caso não esteja, e até queira desabafar, procura-me nas redes sociais e hei de lhe ouvir com carinho, prometo.
Mas voltando, o que você achou de 2016? Eu achei um ano bem difícil. Tive que passar por um tratamento bem difícil, lidei com situações bem conflitantes, perdi amizades etc. Aconteceram muitas coisas desagradáveis, confesso. Por sorte ainda temos os livros para nos ajudar, não é mesmo? E sim, eu tive leituras muito boas (mesmo sendo aquele leitor chato que não gosta de várias coisas, já sei). Busquei, neste post, listar as leituras mais marcantes do ano de 2016 para mim. Mas por favor, não me crucifica se eu gostei do seu livro que você detestou. Eu sou ser humano também, tente entender.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

[DIVERSIFICANDO] Fallen não funcionou no cinema.

Antes que conteste, eu não sou um crítico renomado, não sou um especialista em cinema, e sim, apenas um apreciador. Eu nunca fiz um post parecido aqui no blog, mas como se trata de uma adaptação, resolvi compartilhar meus feelings aqui no blog.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

[RESENHA] À Sua Espera - Abbi Glines

Sim, eu li mais um livro da série Rosemary Beach. Eu já havia lido algumas resenhas sobre este livro e todas só citavam elogios. Claramente sou um ser humano curioso e quis, a todo custo, ler a história de Mase. Após conseguir tal feito, pude notar que este romance também apresenta probleminhas assim como os outros da série, mas diferentemente dos anteriores, possui uma melhora sutil e clara por parte da autora, e isso foi realmente muito bom. Então, para a minha felicidade, todo o meu receio em não gostar foi pro ralo e eu pude ter uma leitura agradável.

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580416169
Ano: 2016
Páginas: 240
Nota: (4/5)
Mase sempre preferiu a vida simples em seu rancho no Texas à agitação do mundo do pai em Rosemary Beach. Na verdade, ele quase nunca visita o famoso astro do rock e Nan, sua meia-irmã mimada e egoísta. Mas tudo muda quando conhece uma das empregadas da casa, uma garota linda que, sem saber da presença dele, o desperta com seu canto desafinado. Depois de anos sendo maltratada pela família e pelos colegas por causa de um distúrbio de aprendizagem, Reese conquistou sua liberdade e mora sozinha trabalhando como diarista para as famílias ricas da cidade. No entanto, seu sustento fica ameaçado quando ela causa um acidente na casa de Nan Dillon. Ao ser salva por Mase, um rapaz atencioso e com charme de caubói, Reese fica surpresa pelo gesto dele e, depois, apavorada quando ele demonstra interesse nela. Nunca na vida Reese conheceu um homem em quem pudesse confiar. Será que Mase pode ser diferente? Nessa ardente paixão que nasce entre a doce e batalhadora Reese e o centrado e sexy Mase, Abbi Glines mais uma vez mescla tristezas da vida real com amores de contos de fada e nos faz suspirar até a última página.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

[RESENHA] Depois Daquela Montanha - Charles Martin

Eu sou uma pessoa que não odeia deliberadamente histórias previsíveis. Acho que quem acompanha o blog, sabem bem disso, até porque leio muitos romances, e clichê é parte presente em tal gênero. No entanto, quando uma história é previsível porque em momento algum tentou inovar ou não conseguiu ser interessante, aí sim bate a famigerada frustração literária e é realmente horrível. “Depois Daquela Montanha” conseguiu ser a leitura mais entediante que fiz este ano. Eu realmente sofri para conseguir concluir a leitura, e durante vários momentos, pensei em abandonar. Nada na história pareceu funcionar ou ter a coerência que eu esperava, infelizmente.

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580416190
Ano: 2016
Páginas: 304
Nota: (2/5)
O Dr. Ben Payne acordou na neve. Flocos sobre os cílios. Vento cortante na pele. Dor aguda nas costelas toda vez que respirava fundo. Teve flashes do que havia acontecido. Luzes piscavam no painel do avião. Ele estava conversando com o piloto. O piloto. Ataque cardíaco, sem dúvida. Mas havia uma mulher também – Ashley, ele se lembra. Encontrou-a. Ombro deslocado. Perna quebrada. Agora eles estão sozinhos, isolados a quase 3.500 metros de altitude, numa extensa área de floresta coberta por quilômetros de neve. Como sair dali e, ainda mais complicado, como tirar Ashley daquele lugar sem agravar seu estado? À medida que os dias passam, porém, vai ficando claro que, se Ben cuida das feridas físicas de Ashley, é ela quem revigora o coração dele. Cada vez mais um se torna o grande apoio e a maior motivação do outro. E, se há dúvidas de que possam sobreviver, uma certeza eles têm: nada jamais será igual em suas vidas. Publicado em mais de dez países, Depois Daquela Montanha chegará às telas de cinema em 2017, com Kate Winslet (de Titanic) e Idris Elba (de Mandela) escalados para os papéis principais de uma história que vai reafirmar sua crença na vida e no poder do amor.

terça-feira, 22 de novembro de 2016

[RESENHA] Mais Uma Chance - Abbi Glines

Quando eu falar que não lerei nada mais da Abbi Glines, desacredite imediatamente; muito provavelmente estarei tentando me fazer acreditar nisso. Eu tenho sérios problemas com a possessividade dos mocinhos criados pela autora, com a falta de um posicionamento mais firme das suas protagonistas, e acima de tudo, eu sempre me frustro ao esperar alguma história com algo surpreendente. No entanto, minha relação com “Mais Uma Chance” foi bem diferente. Antes mesmo de me jogar na leitura, eu não busquei esperar absolutamente nada, exceto um bom passatempo. Por sorte (e já prevendo que era o ideal) tive uma leitura boa, mas que, ainda assim, apresentou falhas notórias.

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580414837
Ano: 2016
Páginas: 208
Nota: (4/5)
Grant Carter fez tudo em seu poder para convencer Harlow Manning que ele era um bom rapaz. Mais do que uma fala mansa e alguém em quem pudesse confiar. Ele teve de superar sua reputação como um playboy, e sua história com a meia-irmã de Harlow, Nan, uma mulher que é puro veneno. Harlow tinha agarrado a chance, caindo duro e rápido nos braços do cara que emocionou com o seu desejo que tudo consome. Depois de uma vida de evitar bad boys como Grant, ela abriu-se para as possibilidades de amor ... Mas um segredo rasgou-os, e agora Grant e Harlow devem decidir se eles podem lutar o suficiente para fazê-lo funcionar - ou se a dor da traição tem destruído permanentemente o seu futuro.

domingo, 13 de novembro de 2016

[RESENHA] Três coisas sobre você - Julie Buxbaum

Antes de tudo, quero dizer que sou uma pessoa movida à curiosidade. Assim que “Três Coisas Sobre Você” foi lançado, não senti a mínima vontade de ler; pareceu-me mais uma história adolescente comum sem momentos interessantes. No entanto, como detesto ser radical ou extremista, permiti-me esperar um pouco mais e ler as primeiras resenhas que saíssem. Claramente só vi resenhas muito positivas e cá estava eu, corroendo-me de curiosidade. Óbvio que as expectativas vieram como bônus e isso nunca ajuda. Portanto, mesmo considerando um bom livro, de modo geral, confesso que esperava mais (principalmente do final).

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580415483
Ano: 2016
Páginas: 288
Nota: (3,5/5)
Setecentos e trinta e três dias depois da morte da minha mãe, 45 dias após o meu pai fugir para se encontrar com uma estranha que ele conheceu pela internet, 30 dias depois de a gente se mudar para a Califórnia e apenas sete dias após começar o primeiro ano do ensino médio numa escola nova onde conheço aproximadamente ninguém, chega um e-mail. Deveria ser no mínimo esquisito, uma mensagem anônima aparecer do nada na minha caixa de entrada, assinada com o bizarro nome Alguém Ninguém. Só que nos últimos tempos a minha vida tem estado tão irreconhecível que nada mais parece chocante.

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Nota: Esclarecendo minha ausência...


Oi.

Eu sei que você (caso seja leitor do blog) deve estar se indagando ou já se indagou a respeito do meu sumiço. Bem, compreendo que isso realmente aconteceu e que mereço esclarecer, mas já aviso, de antemão, que o intuito deste post é justamente esse, tá?

Então, não sei se você sabe, mas curso Psicologia e, atualmente, encontro-me no sexto período. As coisas complicaram bastante com a entrada do novo semestre, e tudo piorou ainda mais na semana de provas. Eu fiquei completamente perdido! Tive que estudar inúmeros textos para cada prova, entregar trabalhos NA SEMANA DE PROVA (eu não atrasei, eles realmente eram para ser entregues neste momento mesmo) e para piorar ainda mais, ressurgiu a famigerada ressaca literária. Pois é, não foi fácil. Devido a tudo isso, encontrei-me perdido e sem saber como organizar o que parecia estar no seu devido lugar e acontecendo como o esperado. Por sorte, como até os maus momentos vão embora, a tal semana conturbada passou, mas eu estava exausto e desmotivado; as leituras empacaram, eu não sabia como prosseguir e os dias foram se passando até... hoje.

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

[RESENHA] Quando o amor bater à sua porta - Samanta Holtz

FINALMENTE, BRASIL! Sim, eu não poderia morrer sem ler um romance da Samanta Holtz. Era uma questão de necessidade. Eis que a queridíssima editora Arqueiro publicou o novo romance da escritora e eu, de imediato, já quis solicitar e foi o que aconteceu. Eu tentei não criar expectativas (T E N T E I), mas foi difícil porque já havia lido inúmeros elogios e eu realmente queria que o “barro” acontecesse, se é que me entende. E aconteceu! Sim, o romance é doce e encantador na medida certa e não decepciona. Mesmo com ressalvas importantes que irei citar mais adiante, não tive uma leitura frustrante.

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580415971
Ano: 2016
Páginas: 304
Nota: (4/5)
Ele tem um passado do qual não se lembra. Ela precisa esquecer o seu. Malu Rocha é uma escritora de 29 anos independente, confiante e bem-sucedida. Mora sozinha em São José dos Pinhais, perto de Curitiba, onde mantém uma rotina regrada de pedalar todas as manhãs, escrever e, semanalmente, visitar o avô de 98 anos em uma casa de repouso. Porém sua vida toda controlada sai do eixo quando um homem bate à sua porta e se apresenta como Luiz Otávio Veronezzi, dizendo ter perdido uma reunião marcada com ela. Malu não se lembra do compromisso e sua primeira reação é dispensá-lo. Mas o belo desconhecido insiste, explicando que sofreu um acidente de carro, ficou em coma e perdeu a memória, assim como seus documentos. As únicas coisas que restaram foram um pouco de dinheiro e um papel com o nome e o endereço de Malu, o nome dele e a data da reunião. Luiz confessa que a escritora era sua última esperança para descobrir a própria identidade. O problema é que ela não tem a menor ideia de quem ele seja. Desconfiada, mas sentindo-se responsável pelo acontecido, Malu decide ajudá-lo e embarca em uma jornada para descobrir quem ele é – o que acaba trazendo à tona muitos fatos sobre si mesma, seus medos e segredos mais bem guardados, além de um passado que preferia esquecer. A bela narrativa e a trama que prende do começo ao fim nos convidam a acompanhar Malu e Luiz nessa busca que se transforma em uma história de amor de tirar o fôlego.

terça-feira, 20 de setembro de 2016

[RESENHA] Essa Luz Tão Brilhante - Estelle Laure

“Essa Luz Tão Brilhante” me convenceu de imediato pela capa (sim, amei) e em seguida pela sinopse. Pronto. Após isso, eu já estava ansioso para fazer a leitura o quanto antes. A excitação foi tão notória que, ao receber os livros que solicitei à editora, peguei-o imediatamente para ler; precisava ser o primeiro. Com personagens adoráveis, palpáveis e acima de tudo, uma protagonista humana e interessante, a autora construiu um drama tocante e sensível, sem apelações, mas que “pecou” quando não conseguiu desenvolver um final satisfatório.

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580416015
Ano: 2016
Páginas: 208
Nota: (4/5)
O pai dela surtou e foi internado. A mãe disse que ia viajar por uns dias e nunca mais voltou. Wren, sua irmãzinha, parece bem, mas já está tendo problemas na escola. Lucille tem só 17 anos, e todos os problemas do mundo. Se não conseguir arrumar um emprego para pagar as contas e fingir para os vizinhos que está tudo em ordem, pode perder a guarda da irmã. Sorte a dela ter Eden, uma amiga tão incrível que se dispõe a matar aulas para ajudá-la. Azar o dela se apaixonar perdidamente justo agora, e justo por Digby, o irmão gêmeo de Eden, que é lindo, ruivo... mas comprometido. Essa luz tão brilhante é a história de uma garota que descobre uma grande força dentro de si enquanto aprende que a vida e o amor podem ser imprevisíveis, assustadores e maravilhosos – tudo junto e misturado.

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

[RESENHA] Meio Rei - Joe Abercrombie

Eu realmente não tenho o hábito de ler livros de fantasia com frequência. Isso é notável, acho. Eu gosto, mas não muito como boa parte do mundo. Porém, é sempre bom sair da zona de conforto e buscar aproveitar outros universos, se é que posso nomear assim. “Meio Rei” foi um livro que despertou meu interesse logo após ler a sinopse e ver a bela capa; a curiosidade foi realmente imediata. Por sorte, não me decepcionei com a leitura e também amei perceber que a história teve um início, meio e fim. Chega de continuações, por favor!

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580415612
Ano: 2016
Páginas: 288
Nota: (4/5)
Filho caçula do rei Uthrik, Yarvi nasceu com a mão deformada e sempre foi considerado fraco pela família. Num mundo em que as leis são ditadas por pessoas de braço forte e coração frio, ser incapaz de brandir uma espada ou portar um escudo é o pior defeito de um homem. Mas o que falta a Yarvi em força física lhe sobra em inteligência. Por isso ele estuda para ser ministro e, pelo resto da vida, curar e aconselhar. Ou pelo menos era o que ele pensava. Certa noite, o jovem recebe a notícia de que o pai e o irmão mais velho foram assassinados e não lhe resta escolha a não ser assumir o trono. De uma hora para outra, ele precisa endurecer para vingar as duas mortes. E logo sua jornada o lança numa saga de crueldade e amargura, traição e cinismo, em que as decisões de Yarvi determinarão o destino do reino e de todo o povo. Joe Abercrombie nos apresenta um protagonista surpreendente, numa história de percalços e amadurecimento que abre a trilogia Mar Despedaçado. 

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

[RESENHA] Red Hill - Jamie McGUIRE

Eu não preciso afirmar que sou fã da McGuire, né? Quem me conhece ou acompanha o blog há certo tempo, sabe que já li quase todos os livros da série “Belo Desastre” (preciso comprar os últimos livros publicados) e sou apaixonado por cada um.  Quando eu soube do lançamento de Red Hill, fiquei completamente curioso para conferir a nova história da autora e observar como ela se saiu escrevendo sobre apocalipse zumbi. Infelizmente, não gostei da história como esperava e em nenhum momento fui surpreendido. Mesmo com um começo promissor e bons personagens, nada me convenceu.

Edição: 1
Editora: Verus
ISBN: 9788576863380
Ano: 2015
Páginas: 350
Nota: (1,5/5)
Para Scarlet, cuidar de suas duas filhas sozinha significa que lutar pelo amanhã é uma batalha diária. Nathan tem uma mulher, mas não se lembra o que é estar apaixonado; a única coisa que faz a volta para casa valer a pena é sua filha Zoe. A maior preocupação de Miranda é saber se seu carro tem espaço suficiente para sua irmã e seus amigos irem viajar no fim de semana, escapando das provas finais da faculdade. Quando a notícia de uma epidemia mortal se espalha, essas pessoas comuns se deparam com situações extraordinárias e, de repente, seus destinos se misturam. Percebendo que não conseguiriam fugir do perigo, Scarlet, Nathan, e Miranda procuram desesperadamente por abrigo no mesmo rancho isolado, o Red Hill. Emoções estão a flor da pele quando novos e velhos relacionamentos são testados diante do terrível inimigo – um inimigo que já não se lembra mais o que é ser humano. O que acontece quando aquele por quem você morreria, se transforma naquele que pode lhe destruir? Red Hill prende desde a primeira página e é impossível deixa-lo até o final surpreendente. Este é o melhor da autora Jamie McGuire! 

sábado, 3 de setembro de 2016

[DIVERSIFICANDO] Na Minha Caixa dos Correios - Especial de Aniversário


Hey, people!
Eu sei que muitos de vocês já notaram que nunca posto algo relacionado aos livros que costumo receber mensalmente. Eu sei. No entanto, isso acontece por não lembrar mesmo. Por sorte, no mês de agosto, eu sempre ganho livros porque faço aniversário, minha família é grande, alguns amigos costumam me presentear, aí já viu... Este ano não foi diferente. E o que só atenuou tudo isso foi a Amazon ter colocado promoções incríveis. (I love you, Amazon!) Abaixo estão as imagens do livros que ganhei/comprei/recebi no mês de agosto:

terça-feira, 30 de agosto de 2016

[RESENHA] O Herói Improvável da Sala 13B - Teresa Toten

Eu não conhecia o livro “O Herói Improvável da Sala 13B” e nem conhecia a autora. Inesperadamente, chegou um exemplar na minha casa, e como adorei a capa, iniciei a leitura no mesmo dia. Pela sinopse, a história parecia ser interessante e dramática, mas não tão boba como foi para mim. Mesmo apresentado alguns personagens cativantes (mas nada muito relevante), a Teresa Toten não conseguiu me conquistar completamente e deixou à desejar em determinados aspectos. O tal herói da história nem é tão interessante como supus de imediato (e equivocadamente).

Edição: 1
Editora: Bertrand Brasil
ISBN: 9788528620603
Ano: 2016
Páginas: 320
Nota: (2,5/5)
Adam Spencer Ross, 14 anos, precisa lidar todos os dias com os problemas que resultam do divórcio dos pais e das necessidades de um meio-irmão amoroso, mas totalmente carente. Acrescente os desafios de seu TOC e é praticamente impossível imaginar que um dia ele se apaixonará. Mas, quando conhece Robyn Plummer no Grupo de Apoio a Jovens com TOC, ele fica perdida e desesperadamente atraído por ela. Robyn tem uma voz hipnótica, olhos azuis da cor do céu revolto e uma beleza estonteante que faz o corpo de Adam doer. Adam está determinado a ser o Batman para sua Robyn, mas será possível ter uma relação “normal” quando sua vida está longe de ser isso?

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

[RESENHA] Não Pare! - FML Pepper

Quero começar dizendo que este livro sempre foi uma incógnita para mim. Sim, exatamente isso que eu disse. As pessoas sempre o elogiavam, comentavam na blogosfera e mesmo bastante interessado (e curioso), nunca havia pesquisado sobre ele ou ido atrás de informações mais claras, precisas. Até que fiz um trabalho, ganhei algum dinheirinho (Finalmente!!!) e estava decidido quanto a comprar alguns livros porque não fazia isso há muito tempo, acredite. Acabei escolhendo a trilogia Não Pare! (que estava em “promoção”, mas não tão barata assim) e comprei. E caso estejam se indagando se gostei ou não, adianto-lhe o seguinte: é realmente um bom livro e um bom início de série.

Edição: 2
Editora: Valentina
ISBN: 9788565859660 
Ano: 2015
Páginas: 280
Nota: (4/5)
Nina Scott não suportava mais a vida nômade e solitária que sua mãe, Stela, a obrigava a ter. Mudar de cidade ou de país a cada piscar de olhos, conviver com tantas perguntas que a consumiam, assombrada por mistérios de um passado guardado a sete chaves. Agora, aos 16 anos, a garota das estranhas pupilas verticais exigia respostas. E, para sua péssima sorte, elas já estavam a caminho! Quando Stela decide ficar em Nova York, Nina acredita que seu sonho de ter uma vida normal vai se tornar realidade. Finalmente terminará o ano letivo em um mesmo colégio, poderá fazer amigos sem ter que abandoná-los em seguida, viver um grande amor, amadurecer, criar raízes... Enfim, curtir a juventude.Mas o “normal” está muito longe da vida de Nina! Perdida no olho de um furacão de mortes e inexplicáveis acidentes, tendo que esconder os terríveis fatos da mãe paranoica, Nina começa a desconfiar da própria sanidade mental, de tudo e de todos. O que explicaria os paralisantes calafrios, a perda de visão e de memória que experimentava sempre que alguém morria ao seu redor? O que ela teria a ver com os bizarros e sobrenaturais acontecimentos? Estariam eles interligados?Seria a Morte sua companheira para toda a vida?É chegada a hora da verdade.

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

[NOVIDADES] Lançamentos de Agosto - Editora Arqueiro


Sinopse:

Em A irmã da sombra, terceiro volume da série As Sete Irmãs, duas jovens igualmente determinadas, porém de séculos distintos, conectam-se por meio de diários que retratam uma vida intensa de superação, amor e perdão. Estrela D’Aplièse está numa encruzilhada após a repentina morte do pai, o misterioso bilionário Pa Salt. Antes de morrer, ele deixou a cada uma das seis filhas adotivas uma pista sobre suas origens, porém a jovem hesita em abrir mão da segurança da sua vida atual. Enigmática e introspectiva, ela sempre se apoiou na irmã Ceci, seguindo-a aonde quer que fosse. Agora as duas se estabelecem em Londres, mas, para Estrela, a nova residência não oferece o contato com a natureza nem a tranquilidade da casa de sua infância. Insatisfeita, ela acaba cedendo à curiosidade e decide ir atrás da pista sobre seu nascimento. Nessa busca, uma livraria de obras raras se torna a porta de entrada para o mundo da literatura e sua conexão com Flora MacNichol, uma jovem inglesa que, cem anos antes, morou na bucólica região de Lake District e teve como grande inspiração a escritora Beatrix Potter. Cada vez mais encantada com a história de Flora, Estrela se identifica com aquela jornada de autoconhecimento e, pela primeira vez, está disposta a sair da sombra da irmã superprotetora e descobrir o amor.

domingo, 14 de agosto de 2016

[RESENHA] O Leão Ferido - Mia Sheridan

Quem acompanha o blog e me conhece, sabe que “O Coração do Leão” não foi uma leitura consideravelmente boa (não gostei muito). Mas como sou persistente (lê-se teimoso), não desisti da série e busquei ler o livro sucessor o quanto antes. Aqui, temos outro narrador, e mesmo apresentando os mesmos acontecimentos, mas sob outra ótica, a história se mostrou levemente interessante. Não diria que foi uma leitura surpreendente (longe disso), mas o Leo me convenceu e toda a implicância (se é que posso chamar assim) que sentia por ele, não existe mais.

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580414899
Ano: 2016
Páginas: 240
Nota: (3/5)
Leo se apaixonou por Evie quando os dois ainda eram crianças, no lar adotivo temporário em que viviam. No futuro difícil que parecia guardado para ele, a única certeza de seu coração era que nada jamais o afastaria daquela garota. Mas, na adolescência, ele foi adotado e teve que se mudar para outra cidade. Durante oito anos eles ficaram afastados contra a vontade e, nesse tempo, Leo precisou superar muitos obstáculos – sobretudo os problemas criados pela mãe adotiva – para se tornar o homem que merecesse Evie e pudesse finalmente buscá-la. O reencontro, porém, não foi fácil e Leo teve que se esforçar para se reaproximar de Evie, reconquistar seu amor e, com sua ajuda, deixar para trás toda a tristeza de uma infância de abandono. Em O Coração do Leão, Evie narrou seu lado desse romance. Agora, em O Leão Ferido, é a vez de Leo contar tudo o que lhe aconteceu e revelar o desfecho dessa história de amor.

domingo, 7 de agosto de 2016

[RESENHA] Uma Mulher Livre - Danielle Steel

Eu sou aquela pessoa que basta ler vários elogios sobre determinado/determinada autor/autora e já fica demasiadamente curioso para ler qualquer título do mesmo/mesma. Qualquer título mesmo! Eu conheço alguns livros da Steel desde quando era do ensino médio (faz tempo), mas nunca tive a oportunidade de ler. Mas como a vida às vezes é generosa, eu recebi o livro “Uma Mulher Livre” inesperadamente e fiquei encantado com a capa de imediato. O “banho de água fria” veio ao fazer a leitura em si porque não foi nada do que eu imaginei e se mostrou nem um pouco satisfatória.

Edição: 1
Editora: Record
ISBN: 9788501096623
Ano: 2016
Páginas: 294
Nota: (1/5)
Dos deslumbrantes salões de baile de Manhattan para os horrores da Primeira Guerra Mundial, Danielle Steel nos leva para um mundo fascinante de uma jovem de espírito indomável. Nascida numa vida de luxo e glamour, Annabelle Worthington carrega o sobrenome, e a nobreza, de uma das famílias mais influentes de Nova York. Até que, num dia cinzento de abril, o Titanic afunda, levando junto o seu mundo. Seus pais e seu irmão mais velho estavam na viagem inaugural do majestoso navio, e apenas sua mãe sobreviveu. Para tentar confortar seu coração, Annabelle se voluntaria para trabalhar em um hospital, ajudando a cuidar dos enfermos, onde descobre sua verdadeira vocação. E, quando um homem nobre a pede em casamento, ela acredita que, enfim, voltará a ter dias felizes. Porém, novamente, o destino lhe prega uma peça, colocando-a no centro de um escândalo. Para fugir da tristeza que sua vida se tornou, ela vai para a Europa trabalhar no front da Primeira Guerra Mundial, ajudando a salvar os feridos. Na França, no auge do conflito, Annabelle consegue realizar um grande sonho: estudar medicina. O problema é que, mais uma vez, sua fé é colocada à prova, e ela precisará tentar retirar forças de uma grande tragédia se quiser renascer para uma nova vida. Com uma narrativa de tirar o fôlego e repleta de detalhes históricos, Danielle Steel nos apresenta uma de suas personagens mais fascinantes e singulares, e sua história inspiradora de dignidade, coragem e amor pela vida.

sábado, 30 de julho de 2016

[RESENHA] Apenas um Garoto - Bill Konigsberg

Eu realmente adoraria iniciar esta resenha aos gritos. Sim, gritando para todo mundo o seguinte: “Leiam este livro!!!” Eu não sei ao certo como organizar meus pensamentos, opiniões e comentários sobre a história de “Apenas um Garoto”, mas preciso fazer isso, inevitavelmente. Eu iniciei a leitura crendo que iria gostar, somente. Porém, tudo foi muito além. Há livros que realmente são escritos com o intuito de promover reflexão e expor uma realidade, até então, “invisível”, e conseguem isso com êxito, sem soarem incoerentes ou desnecessários. O trajeto do protagonista é, na verdade, a busca para a aceitação da sua identidade e também a ânsia em quebrar rótulos que nos estigmatizam dia após dia.

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580415896
Ano: 2016
Páginas: 256
Nota: (5/5 - FAVORITO )
Rafe saiu do armário aos 13 anos e nunca sofreu bullying. Mas está cansado de ser rotulado como o garoto gay, o porta-voz de uma causa. Por isso ele decide entrar numa escola só para meninos em outro estado e manter sua orientação sexual em segredo: não com o objetivo de voltar para o armário e sim para nascer de novo, como uma folha em branco. O plano funciona no início, e ele chega até a fazer parte do grupo dos atletas e do time de futebol. Mas as coisas se complicam quando ele percebe que está se apaixonando por um de seus novos amigos héteros.

segunda-feira, 25 de julho de 2016

[RESENHA] Os Bons Segredos - Sarah Dessen

Eu sempre quis ler algo da Sarah Dessen. A mulher já tem vários livros figurados como best-sellers lá fora. Aqui no Brasil não é muito diferente. Logo, a curiosidade era evidente da minha parte. Por sorte do destino e por ter uma amiga maravilhosa (obrigado, Nessa! ♥), consegui a oportunidade de ler “Os Bons Segredos”, um dos títulos mais recentes da autora a ser publicado em terras nacionais.  Antes que indague se eu curti a leitura ou não, adianto-lhe que achei regular. Possui boas personagens, inclusive a própria protagonista consegue ser agradável e coerente em relação ao contexto da trama, mas a história não me animou em momento algum, sendo monótona e desinteressante.

Edição: 1
Editora: Seguinte
ISBN: 9788565765763
Ano: 2015
Páginas: 408
Nota: (2,5/5)
Há segredos muito bons para serem guardados — e livros muito bons para serem esquecidos. Sydney sempre viveu à sombra do irmão mais velho, o queridinho da família. Até que ele causa um acidente por dirigir bêbado, deixando um garoto paraplégico, e vai parar na prisão. Sem a referência do irmão, a garota muda de escola e passa a questionar seu papel dentro da família e no mundo. Então ela conhece os Chatham. Inserida no círculo caótico e acolhedor dessa família, Sydney pela primeira vez encontra pessoas que finalmente parecem enxergá-la de verdade. Com uma série de personagens inesquecíveis e descrições gastronômicas de dar água na boca, Os bons segredos conta a história de uma garota que tenta encontrar seu lugar no mundo e acaba descobrindo a amizade, o amor e uma nova família no caminho. 

terça-feira, 12 de julho de 2016

[RESENHA] A Garota do Calendário (Fevereiro) - Audrey Carlan

Eu realmente estava curioso sobre o que mês de fevereiro iria reserva para Mia, até porque o West parecia ter “ficado” no passado e um novo alguém entraria em sua vida por tempo limitado. Contrariando todos os elogios que eu havia citado sobre a protagonista na outra resenha sobre o livro anterior, aqui, ela mostrou-se chatinha em alguns momentos e até desnecessária. Ainda assim, antes que questione, eu gostei do livro de modo geral, sim. Não conseguiu superar o seu antecessor em termos de diversão, mas ainda assim se mostrou agradável e leve.

Edição: 1
Editora: Verus
ISBN: 9788576865070
Ano: 2016
Páginas: 135
Nota: (3/5)
Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Em fevereiro, Mia vai passar o mês em Seattle com Alec Dubois, um excêntrico artista francês. No papel de musa, ela vai embarcar em uma jornada de descobertas sexuais e lições sobre o amor e a vida que permanecerão com ela para sempre.

quarta-feira, 6 de julho de 2016

[RESENHA] A Garota do Calendário (Janeiro) - Audrey Carlan

Mais um erótico que está, aos poucos, invadindo a blosgosfera e os leitores brasileiros, apreciadores do gênero em questão. Particularmente, eu não conhecia. Então, foi um grata surpresa receber o primeiro e o segundo volume da série em minha humilde residência (obrigado, Verus Editora ♥). Esta resenha será referente ao primeiro livro que fala sobre o mês de Janeiro. Antes que esteja pensando que eu não gostei, na verdade, eu gostei muito do que li e me peguei satisfeito ao virar a última página. Não foi o melhor livro erótico que li, mas considero um dos melhores, e ainda não peca no quesito “ser-extenso-desnecessariamente”.

Edição: 1
Editora: Verus
ISBN: 9788576865063
Ano: 2016
Páginas: 144
Nota: (4,5/5)
Ela precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo. O fenômeno editorial do ano e best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal. Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele.

domingo, 3 de julho de 2016

[NOVIDADES] Lançamentos de Julho - Editora Arqueiro


Sinopse:

Kate Schechter devia ter prestado atenção aos avisos que o universo tentava lhe dar. No aeroporto de Heathrow, prestes a embarcar para a Noruega, a americana pensa em todos os sinais que lhe diziam para não fazer aquela viagem. Ainda assim, ela não está nem um pouco preparada para a explosão do balcão de check-in, que destrói parte do terminal. Enquanto isso, no norte de Londres, o detetive Dirk Gently está no fundo do poço: sem dinheiro, vive de bicos como quiromante numa tendinha. Refletindo sobre seu fracasso, ele lembra de repente que, na verdade, tem um cliente e está absurdamente atrasado para o encontro aquela manhã. Porém, o investigador chega tarde demais. Sentindo-se culpado pela sina do homem, ele resolve mais uma vez fazer uso da interconexão de todas as coisas e vê uma ligação do seu caso com os estranhos eventos no aeroporto. Abrindo caminho em meio aos elementos mais absurdos, Dirk se depara com uma máquina de refrigerante que aparece nos lugares mais improváveis, uma águia hostil que insiste em atacá-lo, um hospital sinistro para casos exóticos, horóscopos insultuosos e uma calculadora de I Ching. Neste delicioso livro que dá continuação à série de Dirk Gently, o leitor se surpreenderá ao observar como todas as peças do quebra-cabeça se encaixam para formar uma trama genial e hilária.

terça-feira, 28 de junho de 2016

[RESENHA] No Limite do Desejo - Katie McGarry

Desde o momento em que li o primeiro livro da série Pushing the Limits, não consegui interromper a vontade de ler todos os sucessores. Não que a série seja uma das minhas favoritas. Não. Apenas gosto muito a ponto de sempre querer acompanhar os novos personagens que surgem. Ao iniciar a leitura de “No Limite do Desejo”, busquei não ter expectativa alguma e apenas curtir. Por sorte, a leitura se mostrou muito melhor do que imaginei e mesmo não tendo um final tão interessante como esperei, mostrou-se satisfatória e apresentou-me protagonistas sinceros e que foi impossível não sentir empatia pelos mesmos.

Edição: 1
Editora: Verus
ISBN: 9788576864677
Ano: 2016
Páginas: 350
Nota: (4,5/5)
Haley é campeã de kickboxing, mas, após enfrentar uma tragédia, jurou nunca mais pôr os pés no ringue. Até o dia em que o cara em quem ela não consegue parar de pensar aceita uma luta de MMA em homenagem a ela. De repente, Haley tem de treinar West Young. Cheio de atitude, West é tudo o que Haley prometeu a si mesma evitar. Ainda assim, ele não vai durar cinco minutos no ringue sem a ajuda dela. West está escondendo um grande segredo de Haley, sobre quem ele realmente é. Mas ajudá-la lutar por ela é uma chance para a redenção. Ele não pode mudar o passado, mas talvez possa mudar o futuro de Haley. Haley e West combinaram de manter o relacionamento estritamente dentro do ringue. Mas, conforme uma ligação inesperada se forma entre eles e o desejo chega ao limite, eles terão de enfrentar seus medos mais obscuros e descobrir se vale a pena lutar pelo amor.

sexta-feira, 24 de junho de 2016

[RESENHA] O Caderninho de Desafios de Dash e Lily - David Levithan e Rachel Cohn

Eu amo o Levithan e algumas de suas obras. Não diria todas porque há determinadas histórias que foram escritas por ele e em parceria com outros escritores que não me convenceram muito. “O Caderninho de Desafios de Dash e Lily” é um livro escrito com a ajuda da autora Rachel Cohn, e mesmo não sendo outra grande história, consegue entreter e ser uma leitura caricata. Na verdade, acho que este livro cumpre o que o público-alvo espera. Por se tratar do meu autor queridinho em questão, confesso que esperava mais da história, e não tive minhas expectativas supridas. Mas isso não significa que não gostei. (Longe disso!)

Edição: 1
Editora: Galera
ISBN: 9788501105158
Ano: 2016
Páginas: 256

Nota: (3/5)
O novo livro de David Levithan e Rachel Cohn que juntos escreveram Nick e Nora Uma noite de amor e música acompanha a dupla Lily e Dash. Ela está doida pra se apaixonar e, pra encontrar o par perfeito, decide criar um caderninho cheio de tarefas e deixá-lo na livraria mais caótica de Manhattan. Quem encontra o moleskine é Dash, e os dois começam a se corresponder e trocar sonhos, desafios e desejos no caderninho, que vai se perdendo nos mais diversos lugares de Nova York.

segunda-feira, 20 de junho de 2016

[RESENHA] A História de Nós Dois - Dani Atkins

Não sei se você leu ou viu, mas ano passado, eu li “Uma Curva no Tempo” (livro escrito pela mesma autora) e me decepcionei totalmente. Até havia afirmado que não leria outro livro da autora. Mas mordi a língua, literalmente. Desde que pus os olhos na capa de “A História de Nós Dois”, apaixonei-me. E só bastou isso para eu ir correndo solicitar o livro à editora. Por se tratar de um romance, acreditei que iria gostar bem mais. E mesmo tendo gostado da leitura de modo geral, achei a mesma mediana e exaustiva. Acho que a autora se prolongou demais e desnecessariamente em situações pouco interessantes ou úteis, e no final, o que poderia ter sido um romance bonito, mostrou-se apenas como mais um, completamente comum e nada do que eu imaginei a princípio.

Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580415407
Ano: 2016
Páginas: 352
Nota: (2,5/5)
Emma tem 27 anos, é linda e inteligente e vive cercada de pessoas que ama. Prestes a se casar com Richard, seu namorado desde a época de escola, ela não poderia estar mais empolgada. Mas o que deveria ser o momento mais feliz de sua vida de repente vira uma tragédia. Emma sofre um acidente e é salva por um estranho minutos antes que o carro em que ela viajava explodisse. Abalada, ela decide adiar o casamento. E nesse meio-tempo descobre segredos que a fazem questionar as pessoas nas quais sempre confiara a ponto de duvidar se deve se casar afinal. Para complicar, ela se sente cada vez mais ligada a Jack, o homem que a salvou e que não sai da sua cabeça. Jack é lindo, gentil e divertido, de um jeito diferente de todos que ela já conheceu. Por outro lado, é Richard quem ela sempre amou... Uma mulher, dois homens, tantos destinos possíveis. Como essa história vai terminar?

segunda-feira, 13 de junho de 2016

[RESENHA] O Visconde que me Amava - Julia Quinn

Ah, Anthony... Sabe quando você acha que terá o melhor romance de uma série? Pois bem, foi assim que eu me senti, anos atrás, quando concluí a leitura de “O Duque e Eu” (livro antecessor). Anthony havia se mostrado incrível na primeira história e eu fiquei deveras curioso para saber como seria seu possível “desfecho”. Mas não foi nem um terço do que eu imaginei! Isso é bom? Nem tanto, porque eu me decepcionei bastante com o protagonista e o estresse veio como bônus. Mas antes que pense que eu detestei a leitura, isso não aconteceu. Mesmo com ressalvas importantes, “O Visconde que me Amava” mostrou-se uma leitura agradável e leve.

Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580411973
Ano: 2013
Páginas: 288
Nota: (3/5)
A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva. Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela. Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele. Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração.

segunda-feira, 30 de maio de 2016

[DIVERSIFICANDO] Na Minha Playlist (Meus Atuais Vícios Musicais)


É bom diversificar um pouco as coisas, né?
Eu, particularmente, gosto de trazer posts diferenciados para o blog não cair na mesmice. Mas longe de mim fugir totalmente da proposta que é ser um espaço literário. 
Enfim, caso não saiba, eu ouço MUITAS músicas dia após dia. É necessário ou entro em colapso! Abaixo estão as 5 canções que eu não paro de ouvir nos últimos dias:

quinta-feira, 26 de maio de 2016

[RESENHA] Encrenca - Non Pratt

Eu recebi “Encrenca” inesperadamente. Não conhecia o livro e nem muito menos a autora. E sim, gosto quando isso acontece porque não crio expectativa alguma. Logo busquei iniciar a leitura. De imediato, pude conectar-me às personagens. Cada uma, a seu modo, mostrou-se coerente, convincente e até interessante. O grande problema, a meu ver, foi o fato da autora não ter desenvolvido a história de forma satisfatória. O desenvolvimento é bastante permeado por altos e baixos, deixando lacunas que nem deveriam existir. Mas acima de tudo e de modo geral, consegue ser uma boa leitura.

Edição: 1
Editora: Verus
ISBN: 9788576864103
Ano: 2016
Páginas: 307
Nota: (3,5/5)
Quando o colégio inteiro descobre que Hannah Sheppard está grávida, ela tem um verdadeiro colapso. E quem está ao seu lado é Aaron Tyler, um aluno novo e o único garoto que não parece ter segundas intenções em relação a ela. Desejando compensar seus erros do passado, Aaron toma uma difícil decisão: ele se oferece para fingir ser o pai do bebê. E, temendo revelar quem é o verdadeiro pai, Hannah aceita.Encrenca é a história de dois jovens que estendem a mão um para o outro quando todas as demais pessoas parecem lhes dar as costas. Em um período marcado por perdas, arrependimentos e esperança, os dois vão descobrir que nada se compara a encontrar o seu primeiro melhor amigo de verdade.Este livro inteligente, por vezes comovente, por vezes engraçado, mostra que crescer pode ser complicado, mas é assim que se descobre o que realmente importa na vida.

domingo, 8 de maio de 2016

[RESENHA] Amor nos Tempos do Ouro - Marina Carvalho

Sim, sempre que a Marina publica algum livro, fico deveras curioso para ler o quanto antes. “Simplesmente Ana” é um dos meus favoritinhos da vida; foi a partir dele que me tornei fã da autora. Quando soube que ela estava escrevendo um romance de época fiquei curioso. Várias perguntas passaram pela minha cabeça sobre qual seria, ao certo, a história em questão porque a mesma se passaria no Brasil durante a colonização. Interessante, né? Também achei a premissa bastante convidativa. Por sorte, tive a oportunidade de ser um dos leitores escolhidos da editora Globo Alt (muito obrigaaado!) para ler o livro em questão e resenhá-lo. E a própria Marina me indicou! (Como não amar, gente? Impossível! *_*) Eis que eu tive uma leitura bastante elegante, divertida e leve, mas que pecou ao ter uma protagonista fraca e por vezes desinteressante.

Edição: 1
Editora: Globo Alt
ISBN: 9788525062055
Ano: 2016
Páginas: 328
Nota: (3,5/5)
Cécile Lavigne perdeu todos os que amava e agora está sozinha no mundo. Ela, uma franco-portuguesa que ainda não completou vinte anos, está sendo trazida ao Brasil pelo único parente que lhe restou, o ambicioso tio Euzébio, para casar-se com o mais poderoso dono de terras de Minas Gerais, homem por quem Cécile sente profundo desprezo. Após desembarcar no Rio de Janeiro, Cécile ainda precisará fazer mais uma difícil viagem. O trajeto até Minas Gerais lhe reserva provações e surpresas que ela jamais imaginaria. O explorador Fernão, contratado por seu futuro marido para guiá-la na jornada, despertará nela sentimentos contraditórios de repulsa e de desejo. Antes de enfim consolidar o temido casamento, Cécile descobrirá todos os encantos e perigos que existem nessa nova terra, assim como os que habitam o coração de todos nós. Com o passar dos dias, crescerá dentro dela a coragem para confrontar todas as imposições da sociedade e também o seu próprio destino.

[SORTEIO] Nove Regras a Ignorar Antes de se Apaixonar - Até 28/05


Regras:

  • Seguir o blog publicamente;
  • Ser residente no Brasil;
  • Preencha o formulário abaixo:

quarta-feira, 4 de maio de 2016

[RESENHA] Volta para Mim - Mila Grey

Confesso que ao iniciar a leitura deste livro, mesmo muito curioso, havia certo receio da minha parte sobre uma possível frustração. Por sorte, as frustrações não aconteceram e felizmente pude ter um bom romance em mãos. “Volta para Mim” é uma história sobre o poder do primeiro amor e a reciprocidade presente neste sentimento que pode ir muito além do esperado. Não sei se as minhas emoções, ao ler o livro, estavam muito afloradas, mas concluí a leitura com lágrimas nos olhos e ainda apaixonado pelos protagonistas. É um livro romântico, mas permeado por conflitos internos presentes em cada personagem.

Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580414875
Ano: 2016
Páginas: 272
Nota: (4,5/5)
Kit Ryan está de volta à sua amada Califórnia, de folga do serviço militar. Conquistador inveterado, ele só quer aproveitar as quatro semanas livres antes de retornar ao trabalho, mas se vê atraído pela irmã de Riley, seu melhor amigo. Há tempos Jessa Kingsley chama sua atenção, porém a família superprotetora dela sempre foi um obstáculo. Desta vez, contudo, Kit desiste de lutar contra os próprios sentimentos e logo Jessa se rende ao seu charme. O que começa apenas como um romance de verão rapidamente se torna um relacionamento apaixonado. Quando chega a hora de Kit voltar ao serviço com Riley, nem ele nem Jessa estão prontos para se despedir. Ela enfim está seguindo os seus sonhos e ele descobriu alguém por quem sacrificaria tudo. Jessa promete esperá-lo e Kit garante que voltará para ela. Não importa o que aconteça. Mas então uma visita inesperada traz uma notícia trágica: uma das pessoas que ela mais ama morreu em serviço. Quem terá sido? Seu irmão ou seu namorado? Em Volta Para Mim, Mila Gray constrói uma história de tirar o fôlego sobre amor, amizade e família, conduzindo o leitor por uma jornada de superação e autodescoberta.