sábado, 6 de outubro de 2012

[RESENHA] Jogando Xadrez com os Anjos - Fabiane Ribeiro

Mais um livro nacional lido. Confesso que não foi uma leitura ruim. Não. Porém, eu esperava mais. Ao virar as páginas, sempre esperava que algo interessante acontecesse e fizesse com que a leitura melhorasse, mas infelizmente não aconteceu. 

Edição: 1
Editora: Universo dos Livros
ISBN: 9788579303234
Ano: 2012
Páginas: 400

Nota: (2;5/5)
Inglaterra, 1947. A Europa encontra-se devastada pela Segunda Guerra Mundial, assim como o coração de Anny. A garota de oito anos vê seu mundo desmoronar ao receber a notícia de que não poderá mais viver com os pais e terá que se mudar de casa levando pouco mais que seu tabuleiro de xadrez. Tudo parecia um pesadelo, até que surge Pepeu, um jovem misterioso que mudará para sempre a vida de Anny, levando-a a aprender sobre o mundo e a viver momentos emocionantes sem sair dos canteiros de seu pequeno jardim. Ao lado de anjos que são colocados em sua jornada, a doce menina aprende a enfrentar as dificuldades através de lições de abnegação, fé e amor verdadeiro.

O livro conta a história de Anny, uma garota de oito anos de idade, que é obrigada a morar com outra família, porque seus pais só vivem viajando por vários motivos particulares e só a visitam uma vez por ano. Na nova casa onde Anny vai morar, ela é mal tratada e a cada dia, vive tentando não sofrer tanto e em busca da sua felicidade.


A história é basicamente essa. A autora possui uma narrativa interessante, mas a história é muito rasa. Esperava que vários pontos da história fossem mais explorados. E em dado momento, a leitura ficou cansativa, o que me prejudicou bastante, porque esperava que o livro fosse muito bom.

“Ela sabia que na existência de qualquer pessoa há espinhos e flores pelo caminho. No entanto, ela escolheu ver somente as flores, sem importar-se com os espinhos. Aí residia toda a diferença do mundo.” 
Pág.: 379

Porém, o livro também tem seus pontos positivos. Não citarei todos, mas posso comentar sobre uma personagem que me agradou bastante: Pepeu. Ele se torna um grande amigo de Anny e aos poucos, conta sua triste história. E sim, Pepeu é uma personagem secundária e que de certa forma, foi interessante conhecê-lo.

Em contrapartida, mesmo a história sendo um pouco cansativa, ela consegue transmitir algumas mensagens interessantes; mensagens que muitas vezes, adoraríamos escutar de algumas pessoas, em determinados momentos, mas que geralmente não escutamos. E admito: São belas mensagens.

Contudo, espero que cada pessoa que fique interessada, leia e tire suas conclusões. Não foi o que eu esperava. Admito. Mas mesmo assim, espero ler outros livros da Fabiane e de fato me surpreender. Ela tem um grande potencial e que merece ser valorizado.

Fica a dica!



19 comentários:

  1. Para começar essa capa é show de bola :) eu sempre tive vontade de ler esse livro e conhecer a Anny, mas ainda não tive oportunidade :( pena que você não gostou muito de algumas partes do livro, mas vou ler e tirar minhas próprias conclusões assim como você disse :)

    Abraços.
    Guilherme.
    http://umcompulsivoleitor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Leandro ;)
    Ah eu sou louca pra ler esse livro!
    Essa capa é a coisa mais linda *-*
    Já li algumas resenhas dele e maioria sentiu a mesma coisa que você...

    A história tem uma vibe bem "A Menina Que Roubava Livros" neh? (Que é um dos meus livros favoritos ever!) Adoro sua sinceridade, uma pena que você não tenha gostado tanto assim ;( Mesmo assim eu ainda quero muito ler!

    Tem resenha nova lá no blog, quer ler?
    Desde já obrigada!

    -PatyScarcella

    ResponderExcluir
  3. Oie Lê
    a Fabi foi a primeira parceira lá do blog, e eu tive a oportunidade de ler um livro dela. mas esse livro não sei se eu iria gostar.Não gosto muito de livros com personagens novos...mas talvez eu dê uma chance;
    bjos

    ResponderExcluir
  4. Ei Leandro!

    O título e a capa me chamaram muita atenção, mas realmente a história não me agrada. Acho que, assim como você, eu ficaria sentindo falta de algo.

    Bjoos'
    Letícia

    ResponderExcluir
  5. Oi Leandro, quando vi a capa desse livro eu me apaixonei completamente e já adicionei na minha lista de Vou Comprar (sem nem mesmo ler a sinopse, rsrs). A questão é que agora, depois de ler a sinopse e a resenha fiquei com um pé atrás. Não que eu ache que eu não vá gostar do livro, mas é que ando precisando de livros impactantes sabe? E pelo que você citou, essa obra é boa, mas poderia ser melhor... Enfim, estou sentindo falta de grandes obras literárias, algo que me faça chorar e rir e me emocionar sem ser cansativo.
    Alguma dica?
    Adorei a resenha.
    Dá uma passadinha lá no blog?
    Beijos.
    Caroline.
    http://comaliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde Leandro,

    Mais um livro que fico conhecendo aqui no blog, achei interessante e gostei da capa, agora é só ler para tirar as conclusões....abçs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu to com essa mania agora de sempre esperar mais de livros nacionais rsrs, acho que é que por quê cada vez mais aparecem mais autores, e livros muito bons por ai. Mas enfim, voltando a resenha, achei a capa de livro bem bonitinha. Nunca li nenhum livro da Fabiane Ribeiro, porém este é um que estou curioso.
    Adorei a resenha Leandro, e fiquei interessado nessa mensagens que este livro nos transmite.

    David - Leitor Compulsivo

    ResponderExcluir
  8. Oi Leandro! Tenho muita vontade de ler algum livro desta escritora, fiquei um pouco decepcionada por ser um livro raso como você disse, mas por ter belas mensagens eu ainda pretendo ler.

    Ótima resenha.
    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  9. Oie Leandro =)

    Eu tenho uma certa curiosidade sobre este livro desde que soube do seu lançamento.

    Achei o tema bastante atrativo, mas após ler algumas resenhas não muito positivas, confesso que meu animo diminui um pouco.

    Eu ainda pretendo ler, mas não vou com muita sede ao pote, para não me decepcionar.

    Parabéns pela resenha!

    bjus;***

    anereis.
    mydearlibrary | bookreviews • music • culture
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  10. Ah Leandro, eu não gostei nada desse livro. :/ Me lembrou tanto Poliana que foi quase um fardo pra mim. :(

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  11. Tinha lido outra resenha super positiva, que até tinha me deixado com muita vontade de ler o livro, mas foi bom ler a sua, que parece mais real, sabe? Porque eu meio que duvidei que livro pudesse ser assim TÃO bom, rsrs. Acho legal essa coisa de transmitir mensagens bonitas aos leitores, mas acredito que também sentiria falta de algo mais.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. até o nome do filme é sinistro. deve ser bom
    a capa também foi bem feita... e aconteceu na inglaterra *-* adooooro
    bjs
    www.martinanasviagens.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Eu li esse livro na primeira edição dele,quando se chamava Xadrez.
    Me emocionei com essa história,chorei tanto com o livro,meu Deus kkkk
    Adorei sua resenha,simples,mas de qualidade!Parabéns \o/
    beijokas...
    http://fomesedeevontadedeler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá!

    Cada um tem a sua perpecção, e respeito muito a sua. A resenha que você escreveu, inclusive, ficou muito boa. Parabéns! No entanto, devo dizer que esta foi uma das melhores leituras que realizei este ano. Profunda, pura, emocionante e carregada de sentimentos... um livro inpirador, sem dúvidas. :) É o tipo de enredo que todo mundo deveria ler.

    Um abraço!
    http://universoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. eu até gosto da literatura nacional mesmo que alguns titulos não sejam empolgantes, eu acredito que com o tempo os autores vão melhorando =)

    http://himi-tsu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi Leandro!
    Não li o livro, mas já conhecia (pela edição antiga, com a capa com a borboleta azul). Achei essa nova versão da Universo dos Livros muito bonita (e essa editora tem pego alguns livros de outros autores também, como Inverno das Fadas). Eu achei o novo título lindo, Jogando Xadrez com os Anjos é mesmo um nome lindo para um livro.
    Que pena que você não gostou muito, o livro parece ser um daqueles que eu adoraria ler. Espero poder comprar ainda este ano, mesmo com sua recomendação não tão positiva.

    Beijos,
    Nerd/Rocker Girl

    ResponderExcluir
  17. É, pela história, o livro é interessante. Não sei bem o que falar porque não o li, mas acho que superficial é a última coisa que um livro pode ser.
    Beijinhos

    hiperbolismos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Fiquei com vontade de ler o livro apesar de não ser o que você esperava.
    Me espantei com a idade da protagonista...
    Beijos

    http://cocacolaecupcake.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Oi Leandro!
    quando vi o titulo do livro já fiquei interessada e quero lê-lo, gosto desses livros que transmitem essas mensagens bonitas e também porque estou começando a deixar meu preconceito de lado com relação a autores nacionais e a maioria que irei ler foi porque li alguma resenha sua.
    beijos e uma ótima semana!

    ResponderExcluir

Comente com moderação!