quarta-feira, 24 de abril de 2013

[RESENHA] Memórias da Lua Cheia - Andressa Andrião

Às vezes, é sempre bom ler um romance sobrenatural. Quase sempre o público alvo são os jovens, entretanto muitos romances sobrenaturais conseguem agradar muitas pessoas, independente da idade. Desde o momento que li a sinopse de "Memórias da Lua Cheia", fiquei curioso. Bem, o livro não me surpreendeu totalmente, mas a autora soube construir de forma satisfatória e interessante as personagens.

Edição: 1
Editora: Novo Século
ISBN: 9788576797500
Ano: 2012
Páginas: 552

Nota: (3/5)
Ela estava sem memória e sozinha, perdida em uma floresta durante uma noite de lua cheia, em que os lobos uivavam perigosamente. A única informação que tinha sobre si mesma estava em um bilhete borrado pela chuva que dizia que seu nome era Alissa. Quando jurara que se tornaria comida de lobos, ele aparece. Um rapaz que em seu primeiro momento parece ter vontade de matá-la, mas logo em seguida resolve misteriosamente salvar sua vida e cuidar dela até que alguém apareça em sua procura. Por mais que ela tivesse expectativas, ninguém nota seu desaparecimento, levando-a a ter que morar com aquele rapaz repleto de segredos, que ela conhece na floresta. Com o tempo um romance começa a surgir entre eles, mas ainda havia um mistério: um homem enigmático e atraente que desenvolve um interesse imediato por ela. Alissa então descobre que sua perda de memória não era exatamente o que ela imaginava e que o mundo era muito mais cheio de mistérios e magia do que ela acreditava ser.


Alissa estava sem memória e sozinha, em uma floresta escura e sombria. Era noite de Lua Cheia. Sua única informação estava em um pequeno pedaço de papel, onde praticamente não havida nada escrito, apenas seu nome. A floresta estava repleta de lobos, e isso era motivo suficiente para deixá-la assustada.

Inesperadamente, um rapaz misterioso surgiu. Seu nome é Seth. De imediato, Alissia não pretendia confiar naquele rapaz misterioso. Mas ao prometer-lhe ajuda, um lugar para morar e acima de tudo, ao prometer ajudá-la encontrar sua família, ela não viu outra escolha e acabou confiando nele.

Alissa não esperava que a cidade em si fosse tão misteriosa. Aos poucos, ela vai percebendo que ninguém irá ajudá-la a obter as respostas que precisa. Então, por si só, ela  começa sua busca. 

Uma história repleta de mistérios, suspense e conflitos.


"— Na natureza nem tudo pode ser tão justo. É a lei da sobrevivência. É a mesma lei que mantém os homens lutando entre si... Não é maldade, faz parte do instinto. O que difere os bons dos maus é a capacidade de controlar os próprios instintos."
Pág.: 282

Afirmar que eu gostei do livro não seria uma mentira. Eu realmente gostei da história até certo ponto. O grande problema foi a construção do enredo em si. A autora criou mistérios e mais mistérios, e no final, apenas alguns foram revelados. Sinceramente, isso me incomodou, mesmo eu sabendo que este é apenas o primeiro livro de uma série.

A história teria se tornado mais interessante, caso fosse narrada em terceira pessoa. A protagonista é irritante e não me agradou. Na realidade, ela não possui nenhuma característica que a torne distinta ou especial. Achei-a, em muitos momentos, fraca e sem obstinação. Ela realmente precisava ser mais decidida e tentar de muitas formas, encontrar respostas, mas dificilmente foi isso o que ela fez.

Exceto a Alissa, gostei muito da forma como a autora construiu as demais personagens. Cada uma possui uma personalidade distinta e alguma característica que a difere das demais. Confesso que esse foi o grande ponto positivo do livro, no geral. A Andressa soube como estruturá-las na história.


A leitura oscilou em alguns momentos, devido à protagonista. Em um livro que envolve mistérios e suspense, é complicado quando há oscilação, pois dificulta o envolvimento do leitor com o livro. A narrativa da Andressa é boa, mas teria sido satisfatória se a história tivesse sido narrada de uma forma diferente; de um ponto de vista diferente.

Concluindo, é um bom livro, mas poderia ter sido melhor. O final em si não foi satisfatório. Espero que no próximo livro, alguns pontos da história sejam explorados de uma forma melhor, até porque terá continuação. No mais, é uma boa leitura. O importante é não criar altas expectativas.

Recomendo!



22 comentários:

  1. Amanhã, dia 25/04, o post do blog será um pedido. Se não for demais para você , claro!
    Aqui quem fala, é uma amiga da Estéffani, dona do blog. Ela está estudando pra Matemática, então, eu vim dar o recado. Me desculpe pela inconvêniencia.

    beijos.

    @esteffanifontes, do blog Aos Dezesseis Anos
    aosdezesseisanos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Lê! É um bom livro, mas senti falta de uma melhor exploração dos personagens secundários, tipo Scorpio e Lidiana, acho que ambos tinham muito para oferecer. Alissa me irritou por chorar demais, ela foi infantil muitas vezes. Eu quero ler a continuação para sanar certas dúvidas. Parabéns pela resenha.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Estou louca pra ler esse livro *--* depois da sua resenha eu fiquei mais interessada ainda.

    Abraços,
    Marinah | Blog Marinah Gattuso

    ResponderExcluir
  4. Hey Leandro
    Não conhecia o livro e curti a capa.

    Ainda tenho que deixar os vampiros de lado e dá uma chance para os lobisomens HAHAHA

    Sucesso para a autora

    beijinhos
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  5. Oi Lê! Recentemente tenho lido inúmeros comentários a respeito de "Memórias da Lua Cheia", mas confesso que não me desperta atenção. Talvez pelo tema sobrenatural... não sei ao certo.
    Expectativas altas dificultam bastante na leitura, por vezes.

    Beijãop!

    ResponderExcluir
  6. Oi Lê.
    Gosto muito das suas resenhas, pois você é super sincero sem prejudicar a obra.
    Muito legal isso.
    Eu gostaria de ler o livro pra tirar minhas conclusões.

    Beijinhos para você.
    http://marlicarmenescritora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Adoro suas resenhas e confio muito na sua opinião. Confesso que esse livro tem uma linda capa e um enredo que me deixou curiosa, mas ao saber desses probleminhas na narrativa fiquei um pouco desanimada. Mas se tiver oportunidade vou ler sim!!!!
    Parabéns por mais um livro lido!!!!
    Abraços!!!!

    ResponderExcluir
  8. Protagonistas como a que você descreveu são meio comuns nesse tipo de livro, né?! Elas também me irritam bastante! :P

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito da sinopse
    definitivamente este é o tipo de livro
    que eu gosto de ler... E vou procurá-lo mesmo não tento mais espaço minha lista desse ano.. Se encontrá-lo vou deixar ele furar a fila... Fiquei muito curiosa.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Lê!

    Eu adoro literatura sobrenatural,especialmente os romances.Gostei muito da sinopse e pelo que li,apesar dos pontos negativos do livro,eu o leria com certeza.Acredito que a autora possa vir a te surpreender no segundo livro.

    Bjos
    www.roubandolivros.com

    ResponderExcluir
  11. eu ouvir falar nesse livro a uns dias atras... adorei a resenha daqui...
    bju

    http://aieuvivantagem.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Ainda não conhecia o livro, mas gostei da capa.
    A sinopse não chamou muito a minha atenção, mas por sua resenha o enredo parece ser razoável.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Leandro o/
    Não conhecia o livro mais a capa é bem interessante e eu curti a sua resenha =)
    O pior de ler um livro quando a gente vai com muita expectativa e que ela nem sempre é alcançada ou somente uma parte... Amei a sua resenha
    Dica anotada !
    Obg pela visita lá no blog!
    Tem resenha nova...
    Se vc quiser ir lá dar uma passadinha e
    deixar um comentário eu ficaria muito feliz =)
    -Fallen In Me
    -Rê

    ResponderExcluir
  14. Oie Leo
    essa capa é lindinha e não sabia que era o primeiro de uma trilogia. O problema é esse: os autores adoçam nossa boca, para no final ficar tudo pro proximo livro rs
    mas parece ser uma boa história que eu certamente iria gostar ((e roer as unhas pela continuação)
    bjos

    ResponderExcluir
  15. Também gostei do livro, sobretudo dos personagens e da forma como a autora explorou seus segredos, ainda que nem todos tenham sido esclarecidos. A própria autora comentou que ela quis explorar o lado psicológico da obra, então resta apenas esperar pelo próximo livro e torcer para que as coisas fiquem cada vez melhores.
    Só não posso dizer esquecer de dizer que a Andressa é uma garota incrível!

    Abraços!
    Ricardo - www.blogovershock.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oi Leandro!

    A história parece ser maravilhosa! Mas os pontos que você apontou ralmente são desagradáveis. Que coisa, você ler o livro todo louca de curiosidade e, no fim, não descobrir muita coisa. E sabe-se lá quado vão lançar o próximo, já vai ter sumido um monte da nossa mente. E personagem chata, é horrível mesmo estarmos na mente dela. Ainda assim, estou bem curiosa... achei muito legal! o/ Quero ler!

    Beijos,

    Marcelle
    bestherapy.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. è chato mesmo quando o livro aponta várias questões
    Mas não dá muitas respostas
    E tirando isso, parece ser uma boa leitura

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Uma dó quando isso acontece!
    Eu não conhecia o livro mas pela sinopse esperava mais...
    Odeio quando a narrativa oscila... fico tão nervosa hahaha
    Adorei tua resenha =)
    Beijos,
    Carol e seus livros.

    ResponderExcluir
  19. Confesso nunca ter estado muito interessada nessa trama, e após a sua resenha não o vejo mais como uma opção de leitura. Uma pena quando essas coisas acontecem... :\ ainda assim, a leitura vale a pena. A gente passa a ter uma visão ainda mais crítica. ;)

    Um abraço!
    http://universoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oi, Leo.

    Também me interessei por esse livro assim que li a sinopse. Alguns autores terminam se complicando com os protagonistas mesmo, o fato de a narração ser em primeira pessoa ajuda a aumentar essa "antipatia" pelo personagem nos leitores. Mas há casos em que isso é necessário e a gente só consegue compreender a razão bem depois.

    Beijos,

    Isie Fernandes - de Dai para Isie

    ResponderExcluir
  21. Nossa, não tinha ideia que este livro fosse o primeiro de uma série. Sempre achei que era único...kkk
    Argh, detesto personagens assim, sem graça e boba. Fico extremamente irritada com elas. Gosto daquelas meio maluquinhas que saem fazendo um monte de asneiras, mas ainda assim, fazem alguma coisa....kkk (Mas quando elas são inteligentes e fazem coisas inteligentes, melhor ainda). *-*
    É uma pena que o final seja assim, sem revelar muitas coisas. Isso eu também não gosto.
    Mas... A capa é bonita! ;p

    Bjs, Yara.
    http://www.ilusoesescritas.com/

    ResponderExcluir
  22. Oi, Leo!
    Eu tinha visto este livro, mas não sabia do que se tratava e nem que ele era tão grande! Ok, não taaanto assim, mas me assusta um pouco o fato do livro de 500 páginas e deixar de resolver muitas coisas (mesmo que sejam tratadas posteriormente).
    Eu gosto de livros que, mesmo de séries, apresentem mistérios e fechem no mesmo volume, deixando para o próximo uma desconfiança ou alguma coisa específica.

    Beijos!

    ResponderExcluir

Comente com moderação!