terça-feira, 2 de julho de 2013

[RESENHA] Uma Curva na Estrada - Nicholas Sparks

Sempre quando vou iniciar algum livro do adorado autor Nicholas Sparks, busco não criar expectativas. Nem sempre seus livros me agradam. Os que realmente me conquistaram, tornaram-se favoritos. Em suma, é perceptível que eu tenho, mais ou menos, uma relação de "amor e ódio" com o autor. Infelizmente, eu me decepcionei novamente com o autor. Entretanto, ainda pretendo ler outros livros dele. 

Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580411157
Ano: 2013
Páginas: 304
Nota: (2,5/5)
A vida do subxerife Miles Ryan parecia ter chegado ao fim no dia em que sua esposa morreu. Missy tinha sido seu primeiro amor, a namorada de escola que se tornara a companheira de todos os momentos, a mulher sensual que se mostrara uma mãe carinhosa. Uma noite Missy saiu para correr e não voltou. Tinha sido atropelada numa rua perto de casa. As investigações da polícia nada revelaram. Para Miles, esse fato é duplamente doloroso: além de enfrentar o sofrimento de perder a esposa, ele se culpa por não ter descoberto o motorista que a atropelou e fugiu sem prestar socorro. Dois anos depois, ele ainda anseia levar o criminoso à justiça. É quando conhece Sarah Andrews. Professora de seu filho, Jonah, ela se mudou de Baltimore para New Bern na expectativa de refazer sua vida após o divórcio. Sarah logo percebe a tristeza nos olhos do aluno e, em seguida, nos do pai dele. Sarah e Miles começam a se aproximar e, em pouco tempo, estão rindo juntos e apaixonados. Mas nenhum dos dois tem ideia de que um segredo os une e os obrigará a tomar uma decisão difícil, que pode mudar suas vidas para sempre. Nesta obra, Nicholas Sparks escreve com incrível intensidade sobre as difíceis reviravoltas da vida e sua incomparável doçura. Um livro sobre as imperfeições do ser humano, os erros que todos cometemos e a alegria que experimentamos quando nos permitimos amar.




O subxerife Miles perdeu sua esposa, Missy. Ela foi atropelada e passados dois anos após a tragédia, ele não descobriu quem a matou. Ele cria Jonah, seu filho, sozinho e é uma pessoa muito fechada intimamente; apenas seus melhores amigos o compreendem e até mesmo, tentam ajudá-lo de várias formas.

Sarah é professora e divorciada. Teve o casamento dos seus sonhos, com o homem que realmente era apaixonada. Porém, após descobrir que não podia engravidar, viu seus sonhos ruírem e sua vida mudar completamente. Ao se mudar para New Bern, com o intuito de morar próxima à sua família, não esperava conhecer Miles e acima de tudo, viver uma nova paixão.

“Só que isso já não parecia provável, por mais que Miles quisesse punir a pessoa que havia arruinado sua vida. E era exatamente isso que ele queria fazer: queria que o sujeito pagasse caro por seus atos. Sentia que era o seu dever, tanto como marido, quanto como alguém que tinha jurado defender a lei. Olho por olho – não era isso que a Bíblia dizia?"
Pág.: 50 

Não entendi o intuito do Sparks neste livro. Juro. Até então, o autor é conhecido por seus romances água-com-açúcar e até mesmo seus desfechos trágicos. Mas a forma como a história de "Uma Curva na Estrada" foi inicialmente construída, não sugeria em momento algum, que o rumo que a mesma tomaria seria tão desagradável. É um lado totalmente diferente do autor que eu encontrei neste livro. Foi bom? Não. Sinceramente, pareceu-me que ele ficou perdido ao construir o enredo. Essa foi a impressão que eu tive ao concluir a leitura.

É totalmente compreensível que o autor queira sair da sua suposta "zona de conforto" e tentar escrever algo diferente, diferenciar um pouco... Todo e qualquer escritor tem essa liberdade. Mas ao tentar inserir um suspense na história, o que poderia melhorar e deixar a história interessante, prejudicou totalmente. 

O Miles, inicialmente, agradou-me e se mostrou um pai responsável, dedicado e acima de tudo, um homem corajoso e batalhador. No entanto, quando o dilema "Quem realmente matou a Missy?" vem à tona, ele muda completamente; torna-se uma pessoa altamente obsessiva e até mesmo impulsiva. Eu compreendi o seu sofrimento devido à perda e por tudo que passou, mas nada traria a Missy de volta. Absolutamente nada. Mas mesmo assim, ele não desiste e se torna uma personagem incomoda e até irritante. 

O romance não é o foco da história, ficando apenas como segundo plano. Isso me incomodou, admito. Sempre que leio qualquer livro do Sparks, espero um romance bonito, tocante e até clichê, mas não encontrei esses elementos presentes na história. Senti como se estivesse faltando algo, para que eu realmente conseguisse me envolver com os sentimentos das personagens. 

Um dos poucos pontos positivos da história é a narrativa em terceira pessoa. Deu-me uma visão ampla e melhor da história e das personagens, e também me fez querer continuar e saber como seria o desfecho. 

Há duas personagens no livro que são adoráveis e me encantaram no momento em que apareceram na história: Sarah e Jonah. Todas as personagens foram bem construídas e é justamente essa característica ― presente em todos os livros do autor ― que eu mais adoro. 

Concluindo, é um livro regular. Não achei o desfecho aceitável. A história foi finalizada apressadamente e eu me senti muito incomodado com isso. Esperava um final mais organizado, o que tornaria tudo melhor. Enfim, há livros melhores do autor e pelo menos antes, ele tinha mais cuidado ao escrever suas histórias. Caso tenha curiosidade, leia e tire suas próprias conclusões. No entanto, não recomendo que crie expectativas. 

Fica a dica!






23 comentários:

  1. Oi, Léo...
    Na boa to passando os livros do Nicholas, to sem saco, sabe?
    Desdes últimos lançamento o único que quis e tenho é O Melhor de Mim. Sobre esse livros tenho visto muito gente reclamando, então é o Tio Nic ta meio perdido.
    Um Beijo, Brubs
    Livros de Cabeceira
    @IWannaRuffles

    ResponderExcluir
  2. Oi,
    Sou fã do Nicholas, tenho esse livro ele será minha próxima leitura, confesso que fiquei chocada com sua resenha, o bom é que eu não vou com tanta expectativa, assim a leitura não vai me decepcionar tanto.
    brigada pela dica ;)
    Beijos

    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela resenha Leandro! Estou ansiosa para ler Uma Curva na Estrada e espero não me decepcionar. Abraço!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  4. Gosto bstanet dos livros do Nicholas
    E já estou com esse aqui em casa
    Só me falta tempo

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oiie,
    primeira vez aqui no seu blog e adorei mto *-*
    Sabe, eu só li um livro do Nicholas, o Querido John, e não curti muito... Aí por conta disso não li mais nenhum livro dele. Mas esse me interessou, acho que vou correr atrás para ler ele. ^^
    Beijãoo!!

    http://penny-lane-blog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Ai como você é chato, Leandro de Lira! Como pode ser assim?! *O*

    2,5 para este livro e ainda diz que a chata sou eu... Estou só vendo!

    Ao contrário de você, dei 5 estrelinhas e favoritei o livro, então não concordo (mas aceito com relutância, pq você é chato) com sua opinião sobre ele. "/

    Gostei do romance ter ficado em segundo plano no livro e do rumo que a história tomou então não tenho o que comentar sobre isso, mas concordo que Sarah e Jonah são maravilhosos, eu chorei diversas vezes com o Jonah...kkk

    E eu recomendo o livro para todo mundo, pq não sou chata e você é. /o\

    Bjs, Yara.
    http://www.ilusoesescritas.com/

    ResponderExcluir
  7. Faz um bom tempo que eu não leio nenhum livro do tio Nic, sério... Estou pensando em ler O Melhor de Mim. (;

    Parabéns pela resenha!
    Abraços!
    http://musicaselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Lendo o primeiro parágrafo da sua resenha pensei: de novo isso, Sparks?
    Gosto muito do Sparks e pretendo ler todos os seus livros, mas tenho quase certeza que isso deve cansar em algum momento :X
    Li outro livro em que ele coloca um pequeno suspense, mas pelo visto dessa vez ele se focou nisso. Eu particularmente iria gostar, mas também se não for bem desenvolvido não adianta muita coisa.
    Claro que irei ler, mas já sem muitas expectativas.

    Abraços!
    Ricardo - www.blogovershock.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Leandro, realmente esse não fica em 1º lugar dos livros do Nicholas Sparks... como você disse o romance não ser o foco central incomoda, eu fiquei na espera de algo sobrenatural... milagroso, mas não encontrei.
    Nossas opiniões foram parecidas. Parabéns pela resenha.
    Abraços!

    Relíquias
    http://reliquiasaline.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Que pena que você não gostou. Sou fã do Nicholas, mas não são todos os livros dele que eu li, que eu amei. O milagre por exemplo eu não gostei, e A ultima musica pelo contrário é um dos melhores livros de romance que eu li.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Hum, hum Lê! Já não tinha qualquer vontade de ler esse livro, ainda mais agora!
    Gosto dos livros do Sparks, mas o quão clichê ele é me irrita, claro que é como ele sabe escrever e tals, mas é bom inovar. Pena que na sua opinião, não foi positivamente!

    Beijão!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Leandro!
    Devo admitir que li sua resenha de um livro do meu autor favorito, com um pé atrás. E pude perceber que foi uma coisa divina tê-lo feito, uma vez que acredito que leria o livro com muita expectativa e provavelmente, diante das suas impressões, me decepcionaria.
    Beijo!
    docesabordoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Lê! Eu gostei do livro, mas não foi o melhor do autor, no entanto não senti nenhuma simpatia pelo protagonista, violento demais. Torci muito para ele não ter um final feliz, Sara era boa demais para ele. Excelente resenha.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  14. Oi Leandro, tudo bem?
    Acho que já disse aqui que estou em uma ressaca que não passa nunca dos livros do Nicholas. E depois de ler sua resenha, sinceramente, acho que eu dispenso a leitura.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    Você é o que lê

    ResponderExcluir
  15. Esse é um dos próximos livros do autor que pretendo ler. Não vou criar expectativas, mesmo que seja difícil, não vou! Fiquei ainda mais interessado nesse livro por ele ser mais focado no suspense do que no romance, ler algo meio diferente do autor sabe?!
    É uma pena que ele não tenha te agradado :/
    Lerei, e depois digo o que eu achei rs

    David - Leitor Compulsivo

    ResponderExcluir
  16. Boa tarde Leandro,

    Esse livro esta na minha lista de desejados e apesar do pontos negativos citados aqui, ainda quero lê-lo....abraços.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Já ouvi muitas pessoas falando mal desse livro, o que me surpreendeu. "Como assim o Nicholas não satisfez muitas pessoas?" É, parece que agora tenho minha resposta. Bem, falando como autora (que eu ainda não sou oficialmente), entendo o Mr. Sparks. Às vezes é legal tentar diferenciar, adicionar um suspense e coisas assim, entretanto nem todos conseguem. Por exemplo, eu não me vejo escrevendo uma história de terror ou sobre animais falantes... Acho que, querendo diferenciar, ele acabou fazendo os leitores estranharem.
    Ótima resenha!
    Abraços xx
    Karol
    http://heykarol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi Leo *-*
    Eu sou que nem você, alimento um amor e ódio enorme com o Sparks, as vezes ele acaba me decepcionando muito. Acho que os livros dele ultimamente estão sendo encarados como uma "Produção em massa". Praticamente todo mês temos um lançamento dele, como pode escrever tanto? Talvez esteja escrevendo apenas por escrever, vender... Afinal, os fãs adoram ahahahha'
    Quando penso em Sparks logo imagino aquele romance de acabar de chorar, e acho que essa mudança da zona de conforto dele não rola para as pessoas que estão acostumadas com o seu tipo de literatura.

    Adorei a resenha ;*
    Beijocas!!

    ResponderExcluir
  19. Oi.
    Eu amo as histórias do Nicholas e não posso deixar de perder esta (=
    Sua resenha ficou ótima e me deixou mais curiosa ainda rsrsrs.
    Pena que não posso ficar em expectativas )=
    Mas vou ler e tirar a conclusão,depois apareço por aqui para dizer o que achei.
    Abraços!
    Tamires C.
    http://de-tudo-e-um-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Eu me identifico 100% com você! Tb tenho essa relação com o autor, mas por mais que alguns sejam decepcionantes, outros se tornam favoritos, por isso n dá pra abandonar, né? Não sabemos o que se espera!
    Gostei mt da sua resenha, esse livro dele não me chamava mesmo muito atenção...

    Adolecentro

    ResponderExcluir
  21. Poxa Leandro é tão chato qnd lemos um livro que não nos agrada né??? Sinto por vc.
    Sobre esse autor confesso que apesar de gostar parei de comprar seus livros, primeiro quero ler os que já tenho na estante e depois analiso se compro ou não outros titulos dele. Gostei de saber sua opinião sobre esse, obrigada.

    ResponderExcluir
  22. Oi Leandro!
    Sou fã do autor e gostei do livro, mas de todos os livros do Sparks que li, Miles foi o protagonista que menos gostei. Já a parte do suspense eu curti, principalmente do narrador misterioso implantado na história.
    Beijos... Elis Culceag.
    * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  23. Oi adorei.. muito obrigado, amei a maneira que vc usou para descrever essa resenha...me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link e leia a sinopse.
    shopping.uol.com.br/e-book-reverso_2631732.html

    ResponderExcluir

Comente com moderação!